O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Östberg pendura as chuteiras

A capitã da selecção sueca, Frida Östberg, terminou a carreira no futebol depois de 78 internacionalizações e dois golos pela equipa nórdica, que ajudou a garantir um lugar no Campeonato da Europa Feminino de 2009.

Frida Östberg com o treinador do Umeå, Andrée Jeglertz
Frida Östberg com o treinador do Umeå, Andrée Jeglertz ©UEFA.com

Finalista do Mundial
Autora de dois golos em 78 internacionalizações, a defesa do Umeå IK, de 30 anos, integrou a equipa sueca que chegou à final do Mundial Feminino de 2003, onde perdeu diante da Alemanha, tendo também participado na edição do ano passado, na China, bem como no Europeu de 2005 e nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008. Östberg efectuou a derradeira partida da carreira na noite de quarta-feira, na goleada (6-0) do Umeå diante do Arsenal LFC, nos quartos-de-final da Taça UEFA Feminina. O anúncio de Östberg segue-se ao da companheira de clube Hanna Ljungberg, que deixou a selecção no mês transacto.

Tributo de Dennerby
O seleccionador Thomas Dennerby, cuja formação é cabeça-de-série no sorteio de terça-feira do Europeu Feminino de 2009, em Helsínquia, afirmou: "A Frida tem sido uma jogadora bastante valiosa na selecção da Suécia. Esperamos que o seu exemplo seja seguido pelas gerações mais novas de atletas".