Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Estados Unidos repetem vitória

Os Estados Unidos repetiram o triunfo do último ano sobre a Dinamarca e voltaram a conquistar a Algarve Cup. Portugal terminou em nono.

Christie Pampone, dos Estados Unidos, festeja a conquista da Algarve Cup
Christie Pampone, dos Estados Unidos, festeja a conquista da Algarve Cup ©Getty Images

A maldição da Dinamarca na final da Algarve Cup voltou a atacar e pela quinta vez a selecção dinamarquesa viu-se derrotada no jogo decisivo, falhando mais uma vez a conquista do troféu.

Americanas mais fortes
Pelo segundo ano consecutivo a final voltou a colocar frente-a-frente Dinamarca e Estados Unidos. Na última edição, as norte-americanas levaram a melhor por 2-0 e desta feita voltaram a vencer, agora por 2-1. Natasha Kai deu vantagem aos EUA aos 14 minutos e apesar de Catherine Paaske Sørensen ainda ter restabelecido a igualdade à passagem da meia-hora de jogo, fruto do seu terceiro golo na prova, Abby Wambach apontou nos primeiros minutos da segunda parte o golo que valeu às norte-americanas a conquista da prova pela sexta vez, o que constitui um recorde. Com este resultado, a selecção dos Estados Unidos ganha motivação para os Jogos Olímpicos, onde está entre as grandes candidatas à medalha de ouro, a par da Alemanha, da Noruega e da Suécia.

Noruega bate Alemanha
Duas destas selecções enfrentaram-se no encontro de atribuição do terceiro lugar, sendo que a Noruega levou a melhor, batendo a Alemanha por 2-0.  Melissa Wiik marcou de cabeça após cruzamento de Leni Kurin, batendo a guarda-redes alemã Nadine Angerer, que não sofria golos à 1022 minutos, e  Marie Knutsen, pouco depois do intervalo, confirmou a vitória das norueguesas. "Esta tarde a Noruega aproveitou ao máximo os nosso erros", afirmou a seleccionadora alemã, Silvia Neid. "No primeiro golo estávamos a dormir e no segundo tivemos algum azar. Nunca conseguimos impor o nosso futebol".

Portugal em nono
A Suécia, por sua vez, garantiu o quinto lugar ao bater a Itália, por 3-0. Josefine Öqvist abriu o activo aos 56 minutos e Victoria Svensson, com dois golos, fechou a contagem. A Islândia terminou em sétimo, ao somar a sua quarta vitória em outros tantos jogos. Margrét Lára Vidarsdóttir, Rakel Hönnudóttir e Gudrún Sóley Gunnarsdóttir marcaram os golos da vitória por 3-0 sobre a Finlândia, país que no próximo ano organizará o UEFA WOMEN'S EURO 2009™. Portugal, anfitrião da prova, terminou no nono posto, depois de bater a China por 5-4 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade, após um empate a um golo no tempo regulamentar. Também nos penalties, a Polónia bateu a República da Irlanda por 6-5, depois de um empate a duas bolas, terminando no 11º lugar. Irlanda e Dinamarca retomam a sua qualificação para o próximo Campeonato da Europa em Abril, enquanto Portugal Suécia, Noruega, Polónia, Alemanha, Itália e Islândia regressam à acção no mês seguinte.

Topo