Ucrânia despede-se com vitória

Finlândia 0-1 Ucrânia
A Ucrânia despediu-se com a sua primeira vitória na prova, acabando com o registo 100 por cento vitorioso das anfitriãs.

As ucranianas comemoram o golo da vitória
As ucranianas comemoram o golo da vitória ©Getty Images

Estreante em fases finais de Campeonatos da Europa, a Ucrânia despediu-se do UEFA WOMEN'S EURO 2009™ com a sua primeira vitória na prova, derrotando a Finlândia por 1-0 na derradeira jornada do Grupo A e colocando, assim, ponto final no registo 100 por cento vitorioso da selecção da casa na fase de grupos.

Destinos traçados
Ambas as selecções entraram em campo com os seus destinos já traçados. A Finlândia sabia que iria disputar os quartos-de-final, em Turku, na próxima semana, enquanto a Ucrânia se encontrava condenada ao último lugar no grupo. Ainda assim, as duas equipas não pouparam esforços, mostrando uma enorme vontade de vencer. E se a selecção comandada por Michael Käld se mostrava um patamar acima na maior parte dos aspectos de jogo, acabou por cometer o erro de se deixar adormecer no lance do golo da vitória da Ucrânia. Um passe mal calculado de Tuija Hyyrynen permitiu que Lyudmyla Pekur interceptasse a bola e marcasse, à passagem dos 69 minutos.

Alterações na Finlândia
O seleccionador ucraniano manteve-se fiel à promessa de fazer alinhar a sua equipa mais forte, enquanto Käld procedeu a quatro alterações na formação que derrotou a Holanda, poupando Sanna Valkonen, tocada, e Anna Westerlund, em risco de falhar os quartos-de-final caso visse novo cartão amarelo. Ainda assim, foram as anfitriãs as primeiras a criar perigo, com a capitã Anne Mäkinen a colocar à prova Iryna Zvarych depois de servida por Laura Österberg Kalmari. Annica Sjölund, rematou, de seguida, ligeiramente por cima, após ultrapassar em velocidade a linha defensiva ucraniana.

15.138 espectadores

Zvarych lesionada
A selecção da casa continuou a pressionar e a encostar as suas adversárias à área com passes a rasgar, e um cruzamento de Pekur acabou por fazer a bola embater na trave da baliza contrária, antes de Nataliya Zinchenko, com um remate de longe, conseguir por instantes inverter o sentido de jogo e levar perigo à baliza da Finlândia. Os cruzamentos da Finlândia mostravam-se extremamente perigosos, causando grandes dificuldades a Zvarych, a Nº1 da Ucrânia, que teve de dar lugar de Nadiya Baranova aos 39 minutos, depois de chocar de cabeça com Österberg Kalmari. Instantes mais tarde, a extremo finlandesa Katri Nokso-Koivisto rematou para fora na sequência de novo cruzamento.

Salmén tenta a sua sorte
Mäkinen foi substituída por Linda Sällström após o reatamento e a selecção anfitriã continuou a dominar o encontro. As finlandesas poderiam mesmo ter inaugurado o marcador a partir de um pontapé de canto e, também na sequência de um canto, a Ucrânia respondeu, com Zinchenko a fazer a bola passar ligeiramente ao lado. No final, acabou por ser o erro defensivo da Finlândia a originar o único golo da partida. As jogadoras da casa bem tentaram chegar à igualdade, mas todos os seus esforços foram em vão.

15.138 espectadores

Topo