Noruega na final após decisão nos penalties

Noruega 1-1 Dinamarca  (Noruega vence nos penalties 4-2)
A perder desde o terceiro minuto, a Dinamarca empatou a três minutos do fim, obrigando à decisão nos penalties, onde a Noruega foi melhor.

Noruega na final após decisão nos penalties
Noruega na final após decisão nos penalties ©Getty Images

Numa decisão nas grandes penalidades, a Noruega derrotou a Dinamarca e vai defrontar a Alemanha na final do UEFA Women’s EURO 2013, reeditando o duelo ocorrido em 2005, em Inglaterra.

Figura maior na eliminatória contra a França, a guarda-redes Stina Petersen foi mal batida quando, aos três minutos, deixou passar o pontapé de canto de Ingvild Stensland que Marit Christensen aproveitou para, com a barriga, fazer o golo inaugural.

Surpreendida por se ver a perder tão cedo, a Dinamarca arregaçou as mangas e foi para o ataque, não esmorecendo nem quando Stensland voltou a bater cantos e a colocar em apuros a guarda-redes contrária. Contudo, a supremacia dinamarquesa nunca se materializou na primeira parte, revelando uma confrangedora falta de pontaria no remate. Pernille Harder e Katrine Veje distinguiram-se pela forma como lutaram contra a adversidade.

De resto, a situação de maior perigo voltou a pertencer à Noruega quando Ada Hegerberg aproveitou a falta de cobertura da defesa contrária para, da entrada da área, rematar forte, com a bola a passar perto do travessão.

Mariann Knudsen progonizou o primeiro lance de perigo após o intervalo quando, aos 53 minutos, surgiu a rematar ao lado com Ingrid Hjelmseth batida, repetindo a falta de pontaria ao minuto 59, agora de cabeça. Pelo meio (56’), Petersen tirou o segundo golo à Noruega, respondendo com uma palmada à tentativa de desvio de Caroline Hansen.

Depois de uma meia-final resolvida nos penalties, a Dinamarca estava agora obrigada a puxar pelo físico para evitar a derrota, facto que as adversárias sabiam e procuravam resguardar-se, recuando no terreno e diminuindo os espaços, poupando-se para uma fase mais adiantada da partida.

Elise Thorsnes (70’), a culminar um contra-ataque, rematou cruzado na área, falhando o alvo. Recém-entrada em jogo, Thorsnes voltou a rematar de longe (73’), tentando uma surpresa, mas o disparo saiu alto. Stensland, em jeito, tentou o golo aos 81 minutos, com a bola a roçar o poste. Na baliza contrária, aos 86’, foi Hjelmseth, no solo, que tirou o empate a Veje, mas já não o conseguiu quando Knudsen (87’), de cabeça, forçou o prolongamento, o segundo consecutivo para as dinamarquesas

Depois de Petersen ter sido perfeita a deter o remate de Thorsnes (101’) e de Line Røddik (113’) criar perigo num pontapé livre, a decisão passou para as grandes penalidades. Trine Rønning marcou o penalty decisivo para a Noruega.