Lyon, Chelsea, Barcelona e Bayern nas meias-finais da #UWCL

O Lyon vai medir forças com o Chelsea, enquanto o Bayern vai defrontar o Barcelona após o fecho dos quartos-de-final.

O Lyon apurou-se para as meias-finais
O Lyon apurou-se para as meias-finais ©Getty Images
  • Lyon elimina Wolfsburgo pelo quarto ano consecutivo
  • 
Chelsea afasta Paris ao cair do pano e marca encontro com o Lyon
  • Barcelona na segunda semi-final
  • Bayern vai defrontar Barcelona depois de bater o Slávia
  • Final: 18 de Maio de 2019, Estádio Ferencváros, Budapeste


Meias-finais: 20/21 e 27/28 de Abril

Lyon (FRA, campeão) - Chelsea (ENG)

Bayern Munique (GER) - Barcelona (ESP)

  • Lyon procura o quarto título consecutivo, sexto no total, e a oitava final
  • Bayern ou Barcelona vão a chegar pela primeira vez à final, algo que o Chelsea também ambiciona

Wolfsburgo 2-4 Lyon (total: 3-6)

  • Um livre de Dzsenifer Marozsán e uma grande penalidade de Wendie Renard deixaram o Lyon a vencer por 2-0 ao intervalo, mas a vantagem esfumou-se quando Pernille Harder marcou dois golos em apenas quatro minutos no início do segundo tempo. No entanto, Eugénie Le Sommer respondeu de imediato, para se tornar na oitava jogadora a atingir os 40 golos nesta competição. A médio voltou ainda voltou a marcar e manteve o Lyon na luta por conquistar o quarto título consecutivo.

Paris 2-1 Chelsea (total: 2-3)

  • Maren Mjelde emendou um cruzamento da capitã Karen Carney, em tempo de compensação, e permitiu ao Chelsea marcar encontro com o Lyon, isto depois de o Paris ter igualado a eliminatória no início da segunda parte, quando Kadidiatou Diani reduziu a desvantagem e Ann-Katrin Berger fez um auto-golo na sequência de um pontapé de canto.

LSK Kvinner 0-1 Barcelona (total: 0-4)

  • O golo de Lieke Martens aos sete minutos foi suficiente para dissipar todas as dúvidas depois do triunfo confortável do Barcelona na primeira mão. O LSK vai regressar na próxima temporada, pois já conquistou o título norueguês, isto depois de este ano ter atingido pela primeira vez os quartos-de-final.

Bayern 5-1 Slávia Praga (total: 6-2)

  • Mandy Islacker, a heroína do Frankfurt na final de 2015, marcou dois golos e ajudou o Bayern a atingir pela primeira vez as meias-finais. Fridolina Rolfö e Kateřina Svitková, que já tinha marcado na primeira mão, voltaram a acertar no alvo.

Primeira mão dos quartos-de-final

Chelsea (ENG) 2-0 Paris (FRA)

  • Hannah Blundell colocou a bola no fundo das redes a 17 minutos do apito final e Erin Cuthbert dilatou a vantagem do Chelsea à beira do fim, numa primeira mão em que os principais lances de perigo pertenceram, efectivamente, às londrinas. Formiga, centrocampista do Paris, tornou-se na primeira futebolista com mais de 40 anos a disputar uma partida dos quartos-de-final da prova.
O Slavia festeja o empate
O Slavia festeja o empate©Getty Images

Quarta-feira
Slávia Praga 1-1 Bayern

  • Em dia de aniversário, um fantástico remate de longe de Kateřina Svitková cancelou o golo de Fridolina Rolfo para o Bayern, pouco minutos após a jogadora alemã entrar em campo. Os 6822 espectadores presentes representam um recorde para um jogo da UEFA Women's Champions League na República Checa.
Ao intervalo o Barcelona já vencia por 3-0
Ao intervalo o Barcelona já vencia por 3-0©AFP/Getty Images

Barcelona 3-0 LSK Kvinner

  • Um bis madrugador de Toni Duggan e um penalty de Mariona Caldentey, tudo antes do intervalo, deram ao Barcelona uma vitória tranquila e uma vantagem importante na eliminatória.

Lyon 2-1 Wolfsburgo

  • Uma assistência recorde de 17.840 espectadores no Stade de Lyon, para um jogo dos quartos-de-final, desde cedo teve muitos motivos de interesse, pois Eugénie Le Sommer e Wendie Renard colocaram o campeão a vencer por 2-0 aos 18 minutos. Mas a esperança do Wolfsburgo em desforrar-se das derrotas na final de 2016 e 2018, bem como os quartos-de-final de 2017, reavivaram-se graças ao golo de Nilla Fischer a 26 minutos do fim.
Final de 2016: Lyon bate Wolfsburgo nos penalties
Final de 2016: Lyon bate Wolfsburgo nos penalties

Final: 18 de Maio de 2019, Estádio Ferencváros, Budapeste

Vencedor meia-final 1 - Vencedor meia-final 2

Participantes: duelos ao pormenor

Slávia - Bayern

Slávia Praga (CZE)
Melhor desempenho: quartos-de-final (2015/16, 2017/18)
Registo nos quartos-de-final: W0 L2
Curiosidade: única equipa sobrevivente da fase de qualificação.

Bayern (GER)
Melhor desempenho: quartos-de-final (2016/17)
Registo nos quartos-de-final: W0 L1
Curiosidade: único participante alemão a não ter ganho a competição.

Barcelona - LSK

Barcelona (ESP)
Melhor desempenho: meias-finais (2016/17)
Registo nos quartos-de-final: W1 L3
Curiosidade: quinta presença nos quartos-de-final nas últimas seis épocas e única equipa espanhola a chegar a esta fase.

LSK Kvinner (NOR)
Melhor desempenho: estreia nos quartos-de-final
Curiosidade: primeira equipa norueguesa nos quartos-de-final desde 2009/10.

Lyon - Wolfsburgo

Resumo da final de 2018: Lyon bate Wolfsburgo em jogo emocionante
Resumo da final de 2018: Lyon bate Wolfsburgo em jogo emocionante

Lyon (FRA, campeão)
Melhor desempenho: vencedor (2010/11, 2011/12, 2015/16, 2016/17, 2017/18)
Registo nos quartos-de-final: W9 L0
Curiosidade: Os cinco títulos no total e a série de três consecutivos que atravessa são recordes na competição.

Wolfsburgo (GER)
Melhor desempenho: vencedor (2012/13, 2013/14)
Registo nos quartos-de-final: W5 L1
Curiosidade: defrontou o Lyon em três das quatro finais que disputou, vencendo em 2013 mas perdendo em 2016 (nos penalties) e 2018 (no prolongamento).

Chelsea - Paris

Chelsea (ENG)
Melhor desempenho: meias-finais (2017/18)
Registo nos quartos-de-final: W1 L0
Curiosidade: as suas três campanhas anteriores terminaram com a eliminação frente ao Wolfsburgo.

Paris (FRA)
Melhor desempenho: final (2014/15, 2016/17)
Registo nos quartos-de-final: W3 L0
Curiosidade: última equipa a eliminar o Lyon nas competições europeias, nos oitavos-de-final da época 2014/15.

Topo