Tyresö vence PSG, Wolfsburgo e Arsenal goleiam

Dois golos de Christen Press deram a vitória ao Tyresö na primeira mão dos 16 avos-de-final sobre o PSG, enquanto Wolfsburgo, Lyon e Arsenal obtiveram triunfos expressivos.

Standard e Glasgow alcançaram um dos três empates do dia
Standard e Glasgow alcançaram um dos três empates do dia ©David Catry

A primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Women's Champions League revelou uma tendência de domínio por parte dos cabeças-de-série que jogaram fora.

No entanto, enquanto as campeãs do VfL Wolfsburg e os antigos detentores do título Arsenal LFC e Olympique Lyonnais lograram vitórias gordas para a segunda mão, na próxima semana, o Tyresö FF conseguiu um importante triunfo por 2-1, em casa, sobre o Paris Saint-Germain F na estreia, ao passo que nos demais jogos os desfechos foram muito próximos. Os restantes quatro encontros da primeira mão disputam-se esta quinta-feira e o sorteio dos oitavos-de-final já foi realizado.

Tyresö FF 2-1 Paris Saint-Germain FC
Num jogo com lotação esgotada (3327 pessoas), esta partida aguardada com tanta expectativa entre o estreante campeão sueco e as ambiciosas francesas antevê um segundo jogo fascinante na próxima quarta-feira. A atacante norte-americana Christen Press, que ajudou o seu antigo clube, o Göteborg FC, a chegar aos quartos-de-final em 2012/13, fez o primeiro golo europeu do Tyresö aos 22 minutos, após uma boa assistência da esquerda de Marta. A mesma jogadora acabaria por derrubar Kosovare Asllani, na grande área, provocando a grande penalidade que Sabrina Dellanoy transformou no empate 1-1.

O Tyresö aumentou a pressão após o intervalo e Marta, no regresso aos jogos europeus desde que saiu do Umeå IK, em 2008, acertou no poste antes de Press restaurar a vantagem depois de Megan Klingenberg ter recuperado uma bola aos 66 minutos. O PSG quase conseguiu o empate quando, no último minuto, a média norte-americana Tobin Heath acertou na barra.

UPC Tavagnacco 3-2 Fortuna Hjørring
A equipa vencedora deste duelo irá enfrentar ou o Tyresö ou PSG no próximo mês, nos oitavos-de-final, sendo que o equilíbrio verificado deixou a decisão para a próxima semana. O Fortuna, finalista em 2003, atingiu sempre os oitavos-de-final nos últimos quatro anos, aos 28 minutos já vencia por 2-0 graças aos golos de Florentina Spânu Olar e de Janni Arnth. Contudo, os ruidosos adeptos italianos foram recompensados pouco antes do intervalo com o empate através de finalizações de Elisa Camporese e de Alessia Tuttino e, apesar das visitantes dinamarquesas terem jogado melhor na segunda metade, Maria Zuliani marcou o tento da vitória quatro minutos após ter entrado em jogo.

Pärnu JK 0-14 VfL Wolfsburg
As campeãs europeias não mostraram misericórdia contra a primeira equipa da Estónia a chegar a esta fase. Lina Magull apontou quatro golos e a melhor marcadora da época passada, Martina Müller, completou um “hat-trick”, tendo os dois últimos golos ocorrido nos derradeiros três minutos depois da guarda-redes anfitriã Elis Meetua ter sido expulsa. Após já ter esgotado as substituições, foi rendida na baliza pela defesa Triinu Esken para tentar defender a grande penalidade com que a antiga internacional alemã fez o 13-0. A melhor marcadora de sempre da competição, Conny Pohlers, saiu do banco ao intervalo e demorou 14 minutos a fazer três golos, aumentando o seu registo europeu para 45 tentos.

FC Twente 0-4 Olympique Lyonnais
As bicampeãs do Lyon, em busca da quinta final consecutiva após ter perdido frente ao Wolfsburgo em Maio, raramente estiveram em perigo diante das campeãs da Liga BeNe, tendo marcado por duas vezes em cada metade da partida, aumentando a pressão após o descanso com belos golos da suplente Laëtitia Tonazzi e de Lotta Schelin, agora quinta classificada na lista das melhores marcadoras de sempre, com 34 golos. Destaque também para Élodie Thomis.

WFC CSHVSM-Kairat 1-7 Arsenal LFC
As campeãs do Cazaqiostão aguentaram 31 minutos contra uma equipa que nunca falhou o acesso aos quartos-de-final nas 11 participações anteriores mas, assim que Kim Little marcou, o Arsenal caminhou para a vitória, acertando ainda na trave por três vezes. Gemma Davison veio dar um novo impulso à ala direita com a sua chamada ao jogo na segunda parte enquanto outra suplente, Freda Aysi, de 18 anos, marcou três minutos depois da estreia nas competições europeias.

R. Standard de Liège 2-2 Glasgow City LFC
Com o Arsenal como adversário na próxima ronda, o Glasgow por duas vezes que conseguiu o empate aumentando as possibilidades de um duelo britânico nos oitavos-de-final. As visitantes dispuseram de boas oportunidades nos primeiros 20 minutos mas o Standard colocou-se em vantagem contra a corrente do jogo quando Tassa Wullaert serviu Vanity Lewerissa. As belgas aumentaram a confiança mas foram surpreendidas pouco antes do intervalo quando Suzanne Lappin fez o empate para o Glasgow, num remate em vólei, a cruzamento de Nicola Docherty. A abrir a segunda parte, Wullaert repôs o Standard a vencer mas Lappin bisou aos 66 minutos.

FC Barcelona 0-0 Brøndby IF
A guarda-redes visitante Jenny Olsson fez um conjunto de defesas decisivas no empate do duas vezes semifinalista Brøndby ante um Barcelona derrotado pelo Arsenal, por duas vezes, nesta fase, aquando da estreia na última época. Um livre directo de Sonia Bermúdez obrigou Olsson à primeira grande defesa para logo depois negar o golo a Marta Corredera. Emma Madsen dispôs de uma grande ocasião, aos 41 minutos, para o Brøndby, mas acertou na barra, depois de um passe de Kristina Kragh desviar em Melanie Serrano quando estava a caminho da baliza. Contudo, o Barcelona esteve melhor na segunda parte com Sonia a ver um remate seu, aos 59 minutos, ser desviado por Olsson, repetindo a tentativa instantes depois mas que saiu perto do poste.

FC Zürich Frauen 2-1 AC Sparta Praha
O Brøndby e o Barcelona ainda vão ter de esperar para descobrir quem vão enfrentar nos “oitavos” depois da terceira vitória caseira das anfitriãs. O Zurique colocou-se cedo em vantagem num golo de Cinzia Zehder num rápido contra-ataque mas, pouco antes do intervalo, Eva Bartoňová fez o empate aproveitando um deslize da defesa contrária. No entanto, as campeãs suíças mantiveram a pressão e Rahel Kiwic deu ao Zurique um triunfo merecido com novo tento a 24 minutos do fim.

FSK St. Pölten-Spratzern 2-2 ASD Torres Calcio
Na sua estreia após a Áustria ter conseguido uma segunda vaga esta temporada, as expectativas em torno do St. Pölten eram altas, mas viram a vitória fugir-lhes nos últimos instantes. A experiente equipa italiana do Torres começou melhor mas Nicole Billa, de cabeça, colocou as anfitriãs a vencer aos 52 minutos, respondendo Silvia Fuselli com o golo do empate. Pouco depois de o Torres perder Elisa Bartoli, expulsa, as “spratzern” passaram a dominar o jogo e Billa bisou a vinte minutos do fim. Mas a entrada em campo de Sabrina Marchese, aos 88 minutos, fê-la ditar o desfecho do jogo quando fez o empate já nos descontos.

ŽFK Spartak Subotica 2-4 FC Rossiyanka
As sérvias do Spartak entraram bem no jogo e José Nahi colocou-as em vantagem aos 15 minutos mas as experientes visitantes russas, que atingiram os quartos-de-final nas últimas duas temporadas, depressa assumiram o controlo e dois golos de Natalia Shlyapina e Nompumelelo Nyandeni redundaram na reviravolta com Shlyapina, mais tarde, a completar o “hat-trick”. 

PK-35 Vantaa 0-3 Birmingham City LFC
Inspiradas pela inglesa Karen Carney, o Birmingham dominou na Finlândia. Melissa Lawley abriu o marcador antes do descanso e Kirsty Linnett e Kersy Harrop aumentaram a conta para uma equipa que foi eliminada, na última época, nesta fase, na sua época de estreia.

Thór/KA 1-2 FK Zorkiy Krasnogorsk
O Zorkiy imitou as suas compatriotas do Rossiyanka e parece a caminho de defrontar o Birmingham nos oitavos-de-final, mas podia ter ficado a perder na Islândia quando Katrín Ásbjörnsdóttir, de cabeça, acertou na barra. O Zorkiy acentuou o seu domínio depois de Maria Ruiz assistir para golos Svenlana Tsydikova e Elena Morozova, ainda na primeira parte, e até podiam ter marcado mais. A suplente Hafrún Olgeirsdóttir trouxe alguma esperança à equipa da casa marcando um golo perto do fim.

Todos os jogos da segunda mão vão disputar-se na próxima quarta-feira, com a excepção das partidas do Arsenal, Glasgow e Rossiyanka, que serão na quinta-feira.

Repórteres: Oscar Lindgren, Rok Šinkovc, Viktor Solts, Timen Llurba, Tiek Ardyshev, Giovanni de Paola, Gary Keown, Miron Goihman, Ernst Schneider, Ivan Vjetrović, Mikael Eravuori e Kolbeinn Tumi Dadason.

Topo