O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

O que esperar nos quartos-de-final da UEFA Women's Champions League

Confira os nossos destaques dos quartos-de-final.

Os quartos-de-final da UEFA Women's Champions League estão definidos, com a primeira mão agendada para 19 e 20 de Março. Analisamos os principais destaques à medida que a final de Bilbau se aproxima.

Caminho até Bilbau: Embates dos quartos-de-final e meias-finais

Quartos-de-final

Primeira mão:

Terça-feira, 19 de Março
Ajax - Chelsea (17h45)
Benfica - Lyon (20h00)

Quarta-feira, 20 de Março
Häcken - Paris Saint-Germain (17h45)
Brann - Barcelona (20h00)

Segunda mão:

Quarta-feira, 27 de Março
Lyon - Benfica (17h45)
Chelsea - Ajax (20h00)

Quinta-feira, 28 de Março
Barcelona - Brann (17h45)
Paris Saint-Germain - Häcken (20h00)

Horas de Portugal Continental

Meias-finais (20/21 e 27/28 de Abril)

1: Brann/Barcelona - Ajax/Chelsea
2: Benfica/Lyon - Häcken/Paris Saint-Germain

Final (25 de Maio, San Mamés, Bilbau)

Vencedor da meia-final 1 - Vencedor da meia-final 2

Descarregue a app oficial

Ajax mede forças com o Chelsea

O Ajax pode ter sido considerado um "outsider" num grupo que continha três dos clubes envolvidos nos quartos-de-final da época passada: Bayern, Paris Saint-Germain e Roma. É certo que o Paris liderou o grupo mas Bayern e a Roma ficaram atrás do Ajax, apenas o segundo conjunto dos Países Baixos a atingir os quartos-de-final, depois do Saestum em 2006/07. Poucos esperam que o Ajax sofra a mesma derrota total de 11-3 que o Saestum sofreu contra o Umeå naquela época, apesar da qualidade do Chelsea, até porque Paris, Bayern e Roma perderam em Amesterdão durante a fase de grupos.

Todos os golos do Chelsea até agora

Benfica enfrenta novo teste

O Benfica mediu forças com o Lyon na fase de grupos inaugural de 2021/22 e perdeu duas vezes por 5-0 diante da equipa que viria a vencer a prova. Desta feita as águias mostram outra maturidade, tendo superado muitas expectativas ao tirar um ponto ao Bayern e a terminarem à frente do Häcken.

Essa foi apenas a segunda campanha europeia do Benfica (o Lyon estava a caminho do oitavo título) e quando foi eliminado pelo Chelsea nos antigos 16 avos-de-final, na estreia, teria parecido difícil que dentro de três temporadas houvesse um clube português nos quartos-de-final e nenhum representante alemão. No entanto, o Benfica terminou à frente do tetracampeão Frankfurt no seu grupo.

Todos os golos do Benfica até ao momento

O Benfica provou ainda mais o seu valor com uma excelente recuperação ao empatar 4-4 em casa com o Barcelona, na sexta jornada, apesar da ausência, por lesão, da influente Kika Nazareth. No entanto, a antiga avançada do Lyon, Jéssica Silva, teve um excelente desempenho frente aos detentores do troféu e estará ansiosa por brilhar frente a um clube onde, em dois anos, nunca conseguiu uma total afirmação.

O OL conquistou cinco dos seus oito títulos da Champions League antes mesmo do Benfica disputar a sua primeira partida oficial, em Setembro de 2018, e está em excelente forma esta temporada. Ada Hegerberg e Kadidatou Diani, recém-chegada no Verão, estão entre as quatro melhores marcadoras da fase de grupos, com cinco golos. Contudo, o Benfica já deixou pelo caminho o Frankfurt, a segunda equipa com mais sucesso na história da competição e estará determinado em fazer história uma vez mais.

Todos os golos do Lyon até ao momento

Häcken com Paris pela frente

O Häcken, que enfrentou Lyon, Bayern e Benfica na fase de grupos inaugural, ficou de fora na temporada passada graças a uma derrota por 4-1 no total da segunda ronda frente ao Paris Saint-Germain. Ainda assim, o conjunto de Gotemburgo corrigiu isso desta vez, recuperando duas vezes de desvantagem tendo eliminado o Twente (que abriu uma grande vantagem sobre o Ajax na liga dos Países Baixos).

Brann quer fazer história

O Brann foi o único dos participantes do grupo que nunca esteve entre os últimos 16 em qualquer formato (e, tal como o Häcken, não tem tido jogos a nível interno), mas o seu progresso nos quartos-de-final não foi uma surpresa total, mesmo à frente de experientes nestas andanças como o Slavia Praga e o St. Pölten. No entanto, onde o Brann realmente impressionou foi nas partidas contra o Lyon, vencedor do grupo.

Onde é a final da UEFA Women's Champions League de 2024?

O Estádio San Mamés, em Bilbau, irá receber a final da Women's Champions League no sábado, dia 25 de Maio.

O recinto com capacidade para mais de 50.000 espectadores, pertença do Athletic Club, de Bilbau, foi construído no local do antigo San Mamés, substituindo o estádio de 100 anos com o mesmo nome. A equipa feminina do Athletic Club já disputou várias partidas no novo estádio, atraindo 48.121 adeptos para um jogo da Taça de Espanha de 2019, contra o Atlético de Madrid, então recorde em Espanha.