Wolfsburgo 1-0 Barcelona: crónica da meia-final

O golo de Fridolina Rolfö colocou o Wolfsburgo na final de domingo.

O Wolfsburgo festeja após marcar o golo da vitória
O Wolfsburgo festeja após marcar o golo da vitória UEFA via Getty Images
Wolfsburgo - Barcelona: como aconteceu

O jogo de relance

O golo de Fridolina Rolfö levou o Wolfsburgo à sua quinta final da UEFA Women's Champions League, após um jogo em que o Barcelona, vice-campeão em 2019, teve mais do que oportunidades para marcar.

O Barcelona impressionou na parte inicial do encontro e Friederike Abt teve de estar atenta para evitar um potencial autogolo, mas à medida que a primeira parte avançava, os contra-ataques do Wolfsburgo ameaçaram. Contudo, as duas equipas estiveram perto do golo em várias ocasiões antes e depois do intervalo. E perto da hora de jogo, o Wolfsburgo marcou num cruzamento de Svenja Huth que causou estragos e Rolfö aproveitou à boca da baliza, depois de apanhar o ressalto do pontapé de bicicleta de Ewa Pajor. O Barcelona dispôs de várias oportunidades para empatar, mas são as alemãs, duas vezes vencedoras do troféu, que vão discutir o título neste mesmo estádio no domingo.

O pontapé de bicicleta de Pajor ajudou o Wolfsburgo a marcar
O pontapé de bicicleta de Pajor ajudou o Wolfsburgo a marcarGetty Images

Reacções

Fridolina Rolfö, autora do golo do Wolfsburgo: "É uma sensação incrível, estamos muito felizes com o resultado e por termos chegado à final. Falávamos ao intervalo sobre a necessidade de manter a calma, segurar a bola, não ficarmos muito nervosas e tentar marcarmos um golo. Temos uma mentalidade vencedora forte, mesmo que não tenhamos feito o nosso melhor jogo hoje. Tivemos um pouco de sorte, mas estou muito orgulhosa porque conseguimos."

Alexia Putellas, capitã do Barcelona: "Dói muito. Fizemos absolutamente tudo o que podíamos, excepto marcar. Nestes jogos, a este nível, as coisas são definidas por margens mínimas. Esta não foi a nossa noite, embora tenhamos tido boas ocasiões. É muito decepcionante. Perdemos uma grande oportunidade de chegar à final. Acho que estamos no caminho certo, mas ainda não chegámos lá. O limite sobe, mas comparativamente estamos a progredir."

Equipas

Wolfsburgo: Abt; Doorsoun-Khajeh, Hendrich, Bloodworth, Wedemeyer; Huth, Engen, Popp (Oberdorf 85), Rolfö (Wolter 68); Harder, Pajor (Bremer 77)

Barcelona: Paños; Torrejón, Pereira, Mapi León, Ouahabi (Martens 86); Hermoso, Hamraoui (Losada 86), Alexia (Guijarro 77); Graham Hansen, Oshoala (Bonmati 65), Mariona

O que se segue?

A final disputa-se aqui em San Sebastián às 19h00 GMT de domingo e o adversário sairá do embate francês das meias-finais, esta quarta-feira, entre o Paris Saint-Germain e o Lyon.