Nomeadas para Jogadora do Ano: Bronze, Hegerberg e Henry

Lucy Bronze, Ada Hegerberg e Amandine Henry, todas do Lyon, são as três nomeadas para o prémio de Jogadora do Ano da UEFA.

UEFA Women's Player of the Year: Bronze, Hegerberg or Henry?

Lucy Bronze, Ada Hegerberg e Amandine Henry, todas do Lyon, são as três nomeadas para o prémio de Jogadora do Ano de 2018/19.

O prémio será entregue à vencedora durante o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League 2019/20, no Mónaco, a 29 de Agosto.

Lucy Bronze
Lucy Bronze

A avançada norueguesa Hegerberg, que assinou um "hat-trick" no triunfo (4-1) do Lyon na final da UEFA Women's Champions League, contra o Barcelona (o quarto título consecutivo do clube francês), venceu este mesmo prémio em 2016. Hegerberg recebe a companhia da centrocampista francesa Henry, presente entre as três finalistas por um número recorde de quatro vezes, e da lateral-direita Lucy Bronze, a primeira jogadora inglesa e 13ª no total a fazer parte das nomeadas naquela que é a sétima edição do prémio.

Como as jogadoras foram escolhidas

Ada Hegerberg
Ada Hegerberg

O prémio Jogadora do Ano da UEFA reconhece as melhores jogadoras, independentemente da nacionalidade, que tenham alinhado por um clube dentro de um território de uma federação-membro da UEFA durante a última temporada. As jogadoras são avaliadas pelo seu desempenho em todas as competições de clubes e selecções nacionais.

A lista de três jogadoras foi escolhida por um júri composto pelos treinadores das 12 equipas melhor classificadas no "ranking" de selecções femininas da UEFA, que também incluiu as nove selecções europeias que participaram no último Campeonato do Mundo Feminino, juntamente com os técnicos dos clubes que participaram nos quartos-de-final da UEFA Women's Champions League 2018/19. Do júri também fizeram parte 20 jornalistas especializados em futebol feminino, escolhidos pelo grupo ESM.

Amandine Henry
Amandine Henry

A treinadores e jornalistas foi pedido para escolherem três jogadoras, atribuíndo cinco, três e um ponto a cada. O resultado final baseou-se no número total de votos de treinadores e jornalistas. Não foi permitido aos treinadores votarem em jogadoras da sua equipa.

As anteriores vencedoras foram Nadine Angerer (2013), Nadine Kessler (2014), Célia Šašić (2015), Hegerberg (2016), Lieke Martens (2017) e Pernille Harder (2018).

O resto do top 10

4 Vivianne Miedema (Arsenal e Holanda) – 31 pontos
5 Ellen White (Birmingham City, mas agora no Manchester City, e Inglaterra) – 22 pontos
6 Pernille Harder (Wolfsburgo e Dinamarca) – 21 pontos
7 Dzsenifer Marozsán (Lyon e Alemanha) – 12 pontos
8 Caroline Graham Hansen (Wolfsburgo, mas agora no Barcelona, e Noruega) – 10 pontos
9= Lieke Martens (Barcelona e Holanda) – 9 pontos
9= Wendie Renard (Lyon e França) – 9 pontos

Topo