Alemã Célia Šašić diz adeus ao futebol

Melhor marcadora da última edição da Women's Champions League e do Mundial Feminino, Célia Šašić decidiu colocar ponto final na carreira aos 27 anos de idade.

Célia Šašic (à direita) comemora o triunfo do Frankfurt na final da UEFA Women's Champions League em Berlim
©Sportsfile

A atacante alemã Célia Šašić decidiu colocar um ponto final na carreira aos 27 anos.

Šašić foi, na época passada, a melhor marcadora da UEFA Women's Champions League - que o 1. FFC Frankfurt venceu – mas também da Frauen-Bundesliga e do Campeonato do Mundo Feminino. A alemã alegou "novos desafios" como justificação para a decisão de pendurar as botas. "Estou ansiosa por fazer muitas coisas novas na vida: os meus estudos universitários, uma nova orientação profissional e começar uma família, entre muitas outras coisas", explicou Šašić, que na quarta-feira ficou a saber estar entre as 12 nomeadas ao prémio de Melhor Jogadora da UEFA na Europa em 2014/15.

Vencedora do UEFA Women's EURO em 2009 e 2013, a atacante somou 111 internacionalizações e conquistou a Bota de Ouro no Campeonato do Mundo de 2015 onde a Alemanha ficou no quarto lugar. Šašić, que marcou 63 golos pela selecção principal, igualou na época passada um recorde da UEFA Women's Champions League ao marcar 14 golos pelo Frankfurt, incluindo o primeiro no triunfo por 2-1 sobre o Paris Saint-Germain na final de Berlim.

Resumo: Frankfurt vence em Berlim
Resumo: Frankfurt vence em Berlim

A alemã, que era conhecida como Okoyino da Mbabi antes do casamento em 2013 com o futebolista croata Marko Šašić, venceu o Campeonato do Mundo Feminino de Sub-19 em 2004 e conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2008, antes de começar a frequentar o curso de estudos culturais na Universidade de Koblenz-Landau em 2009. Šašić, que foi contratada pelo Frankfurt ao Bad Neuenahr em 2013, rescindiu o vínculo com o clube em Maio.

"Vivi experiências inesquecíveis durante os 11 anos que joguei na Bundesliga feminina e na década que estive ao serviço da selecção nacional, as quais me deixam orgulhosa", afirmou Šašić, que tem vindo a trabalhar como embaixadora para a integração e como assistente para o desenvolvimento do futebol feminino na Federação Alemã de Futebol (DFB).

Topo