O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Wolfsburgo afasta Arsenal e passa à final

VfL Wolfsburg 2-1 Arsenal LFC (total: 4-1)
O Arsenal deu muita luta, mas as estreantes do Wolfsburgo garantiram a vitória com golos de Selina Wagner e Nadine Kessler, selando um lugar na final de Londres, a 23 de Maio.

Nadine Kessler (à direita) comemora o seu golo com Selina Wagner, que também marcou
Nadine Kessler (à direita) comemora o seu golo com Selina Wagner, que também marcou ©Getty Images

Os golos de Selina Wagner e da capitã Nadine Kessler permitiram ao estreante VfL Wolfsburg passar à final da UEFA Women's Champions League, que está marcada para o próximo mês em Stamford Bridge, isto apesar da boa réplica do Arsenal LFC.

A VfL Wolfsburg Arena recebeu 8173 espectadores optimistas no apuramento da equipa da casa, depois do triunfo por 2-0 no reduto do Arsenal na semana passada, e os alemães não regressaram a casa decepcionados. Um golo madrugador de Wagner tranquilizou os adeptos e, embora Kim Little tenha empatado o jogo no segundo tempo, Kessler confirmou a presença do Wolfsburgo na final, a 23 de Maio, frente ao Olympique Lyonnais ou ao FCF Juvisy Essonne.

O Wolfsburgo dominou os primeiros minutos do encontro e esteve perto de inaugurar o marcador quando Luisa Wensing desmarcou Wagner, que alinhou no lugar da castigada Alexandra Popp, mas o remate saiu por cima da trave. O Arsenal reagiu bem e três minutos depois Alisa Vetterlein teve de se aplicar para evitar o golo de Ellen White.

As anfitriãs aumentaram a pressão e Emma Byrne defendeu um cabeceamento perigoso de Conny Pohlers, mas Verena Faisst fez um cruzamento que permitiu a Wagner abrir o activo com um cabeceamento a 11 metros da baliza, tornando ainda mais complicada a tarefa do Arsenal. As inglesas estiveram perto de fazer o empate na resposta, mas o remate de Jordan Nobbs passou por cima da trave.
Um cruzamento de Anna Blässe permitiu a Pohlers voltar a testar as qualidades de Byrne, com Wagner a falhar a recarga. Os cruzamentos longos do Wolfsburgo criavam muitos problemas às defesas do Arsenal, com Pohlers a cabecear ao lado aos 38 minutos. A equipa da casa continuou a criar oportunidades, Martina Müller correspondeu bem a um passe de Kessler, mas o remate saiu ao lado do alvo.

As visitantes criaram a primeira jogada de perigo do segundo tempo, com Little a servir White, que não conseguiu dar a melhor direcção ao remate. No entanto, o Wolfsburgo foi sempre a equipa mais ameaçadora, Wagner rematou ao poste na sequência de um passe de Pohlers e Blässe falhou a baliza deserta após uma boas assistência de Byrne.

No entanto, Little ainda deu esperança ao Arsenal quando, após combinar com Jordan Nobbs, empatou o encontro com um remate colocado a 20 metros da baliza. Poucos minutos depois, White podia ter consumado a reviravolta, mas o remate saiu ao lado da baliza.

O Wolfsburgo não precisou de muito tempo para decidir definitivamente a eliminatória, quando Little jogou a bola com a mão no interior da área. Byrne, que aumentou o recorde de jogos na prova para 71, defendeu a grande penalidade de Kessler, mas a capitã das alemãs marcou na recarga. O Arsenal continuou a pressionar e White teve mais oportunidades para marcar, Vetterlein negou o golo à suplente Jennifer Beattie, enquanto Lina Magull e Müller também dispuseram de situações de perigo na outra área.

O Wolfsburgo estava apurado, mas Viola Odebrecht terminou o jogo com lágrimas nos olhos pois viu um cartão amarelo que a vai impedir de alinhar na final.