Frankfurt na final

Montpellier HSC 2-3 1. FFC Frankfurt (Total: 3-3 Frankfurt apurado pela vantagem de golos) As campeãs da Alemanha trabalharam muito para alcançar a terceira final em cinco anos.

Seis dias depois de uma vitória surpreendente, por 1-0, frente ao 1. FFC Frankfurt, o Montpellier HSC, campeão francês, foi eliminado da Taça UEFA Feminina pela vantagem de golos marcados, depois de uma segunda mão emocionante em que ambas as equipas tiveram uma jogadora expulsa.

Oportunidades falhadas
Dois golos de Sandra Smisek e um de Renate Lingor bastaram para garantir a vitória das campeãs europeias de 2001/02, pela margem mínima. Apesar de ter sido dominado durante grande parte do primeiro tempo, o Montpellier provou que a vitória na Alemanha não foi um acaso. No entanto, as francesas acertaram no poste por duas vezes e não conseguiram converter uma grande penalidade.

Golo de Smisek
Hans-Jürgen Tritschoks colocou as jogadoras do Frankfurt ao ataque desde o primeiro minuto, e aos dez minutos Smisek havia já igualado a eliminatória, servida por Kerstin Garefrekes. Os cerca de 2.000 adeptos no Stade Joseph Blanc viram o seu apoio recompensado, com Ludivine Diguelman - marcadora do único golo do primeiro jogo - a converter um canto em golo, depois de um erro de cálculo da guarda-redes Marleen Wissink.

Montpellier falha penalty
Retomando a vantagem na eliminatória, o Montpellier, sem as castigadas Sonia Bompastor e Camile Abilly, podia ter ficado em vantagem no marcador, mas o remate de Virginie Faisandier saiu à trave. Oito minutos antes do intervalo, o maior tempo de posse de bola rendeu dividendos para o Frankfurt, por intermédio de Lingor, colocando as germânicas na frente. Depois, a internacional alemã assistiu Smisek, a quatro minutos do intervalo, e o encontro parecia estar resolvido. Agora, o Montpellier precisava de marcar dois para seguir em frente, e teve uma boa oportunidade para reduzir a desvantagem, depois de Elodie Ramos ter sido derrubada na área, mas Wissink defendeu o penalty cobrado por Hoda Lattaf.

Frankfurt apurado
As duas equipas ficaram reduzidas a dez elementos, quando Faisandier e Wissink receberam ordem de expulsão. Elodie Thomis rematou ao poste, aos 79 minutos, e pouco depois desfrutou de uma grande penalidade. Diguelman encarregou-se da cobrança do castigo máximo e o Montpellier empatou o jogo, mas o Frankfurt empatou e alcançou a terceira final em cinco anos.