O "site" oficial do futebol europeu

Retrospectiva do Portugal - Espanha

Publicado: quarta-feira, 3 de Maio de 2017, 15.39CET
Portugal levou a melhor nas meias-finais de 1994 e no "play-off" rumo à fase final de 2002, por isso será agora a vez de a Espanha, quatro vezes campeã, vencer no Grupo B?
Retrospectiva do Portugal - Espanha
Portugal celebrate ©FPF
Publicado: quarta-feira, 3 de Maio de 2017, 15.39CET

Retrospectiva do Portugal - Espanha

Portugal levou a melhor nas meias-finais de 1994 e no "play-off" rumo à fase final de 2002, por isso será agora a vez de a Espanha, quatro vezes campeã, vencer no Grupo B?

Portugal levou a melhor nos últimos jogos com a Espanha, numa altura em que ambos os países preparam o primeiro confronto em mais de 15 anos na segunda jornada do Grupo B.

Confrontos anteriores
• Este é o quarto encontro oficial entre as duas equipas e o primeiro desde 2001.

• Portugal a Espanha por 2-0 nas meias-finais de 1994, em Nimes, graças a golos apontados na segunda parte por Rui Costa (48) e João Pinto (82).

• Portugal também prevaleceu quando os dois países mediram forças no "play-off" da fase final de 2002, apesar de ter perdido fora na primeira mão, por 2-1, em Jaen, a 10 de Novembro de 2001. Pablo Couñago (25) e Xisco (81) fizeram os golos da Espanha, mas o tento de Hélder Postiga, aos 32 minutos, revelar-se-ia crucial para apurar os visitantes; o remate certeiro solitário de Hugo Leal, em Faro, na partida de volta, permitiu a Portugal apurar-se devido à regra dos golos marcados fora.

• A equipa de Portugal nesses jogos de 2001 incluiu José Bosingwa, Simão, Miguel e Tiago; Xavi Hernández, José Reina, Carlos Marchena, Vicente Rodríguez e Joaquín Sánchez actuaram pela Espanha.

Retrospectiva do jogo

Portugal
• Portugal perdeu a final de 2015 frente à Suécia na primeira participação na fase final do torneio desde 2007. Foi também finalista vencido em 1994, terceiro classificado em 2004, chegou aos quartos-de-final em 1996 e ficou-se pela fase de grupos em 2002, 2006 (como anfitrião) e 2007.

• Na qualificação para 2017, Portugal venceu oito e empatou dois dos dez jogos realizados no Grupo 4, o qual terminou com cinco pontos de vantagem no topo da classificação. Os 34 golos marcados apenas ficaram atrás dos 35 conseguidos pela Alemanha.

Espanha
• Campeã em 2011 e 2013, a Espanha falhou a fase final de 2015 ao ser eliminada pela Sérvia no "play-off", mas qualificou-se pela quarta vez em cinco edições do torneio. Os espanhóis precisaram novamente de jogar o "play-off", uma vez que ficaram atrás da Suécia, detentora do troféu, no Grupo 6; a Espanha teve sete triunfos e dois empates nos dez jogos do agrupamento, tendo perdido apenas em casa frente à Croácia (0-3).

• Espanha defrontou a Áustria no "play-off" e qualificou-se graças aos golos fora, após empatar 1-1 fora e 0-0 em casa.

• A Espanha também foi campeã em 1986 e 1998, numa equipa na qual figuravam Míchel Salgado, Guti, Miguel Ángel Angulo e Juan Carlos Valerón. Foi finalista vencida em 1984 e 1996, e terceira classificada em 1994 e 2000.

Ligações entre treinadores e jogadores
• O seleccionador de Portugal, Rui Jorge, marcou um autogolo que permitiu ao Real Madrid de Albert Celades empatar 2-2 no terreno do Sporting CP na primeira fase de grupos da UEFA Champions League 2000/01.

• Celades marcou em cada uma das mãos quando o Barcelona eliminou o Vitória SC na segunda ronda da Taça UEFA 1995/96.

• Jogaram em Espanha:
João Cancelo (Valência 2014–)
Kevin Rodrigues (Real Sociedad 2015–)
Bruma (Real Sociedad 2015–16)
Diogo Jota (Atlético 2016–)
Edgar Ié (Barcelona B 2012–15, Villarreal B 2015–17)

• Jogaram no mesmo clube:
José Gayà e João Cancelo (Valência)
Mikel Oyarzabal, Kevin Rodrigues e Bruma (2015–16, Real Sociedad)
Saúl Ñíguez e Diogo Jota (Atlético 2016–)
Gerard Deulofeu (2012–13) e Edgar Ié (Barcelona B)
Denis Suárez e Edgar Ié (Villarreal B, 2015–16)

O Barcelona venceu o Benfica, de Rebocho, por 3-0 na final inaugural da UEFA Youth League, em 2014.

• Borja Mayoral e Marco Asensio marcaram ambos no triunfo da Espanha frente a Portugal, por 4-0, na ronda de elite do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA de 2015; Joel Pereira esteve na equipa de Portugal.

• Jonny, Saúl Ñíguez e o suplente Denis Suárez jogaram na equipa da Espanha que empatou 3-3 com Portugal na fase de grupos do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA de 2012; Bruma – autor do primeiro tento dos portugueses – e João Cancelo actuaram por Portugal, enquanto o guarda-redes Bruno Varela foi suplente.

• Bruno Varela, Tobias Figueiredo, Edgar Ié, além do suplente Ricardo Horta, estiveram na equipa de Portugal batida pela Espanha, por 1-0, na fase de grupos do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA de 2013.

Perfil dos treinadores

Rui Jorge, Portugal
Defesa-esquerdo internacional por Portugal em 44 ocasiões, Rui Jorge participou no UEFA EURO 2000 e 2004, bem como no Mundial 2002. Venceu sete títulos da Liga portuguesa e três Taças de Portugal divididos por Porto e Sporting. Retirou-se após jogar no Belenenses, clube no qual iniciou a carreira de treinador na equipa Sub-19.

Nomeado seleccionador de Portugal no final de 2010, não conseguiu a qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA de 2013, mas levou depois o conjunto lusitano até à final da edição de 2015, perdida para a Suécia no desempate por grandes penalidades. Também foi o treinador de Portugal nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, prova em que chegou aos quartos-de-final.

Albert Celades, Espanha
Médio-defensivo nos tempos de jogador, Celades teve uma carreira de 15 anos recheada de êxitos, durante a qual ganhou quatro títulos da Liga espanhola, a UEFA Champions League e a Supertaça Europeia da UEFA. Ingressou no Barcelona com 14 anos e estreou-se sob as ordens de Johan Cruyff em 1995/96. Após ter disputado 101 jogos pelos "blaugrana", Celades mudou-se para o Celta, antes de tornar-se num dos poucos jogadores a ter actuado por Barça e Real Madrid, quando se mudou para a capital espanhola em 2000.

Cinco anos mais tarde, depois ter sido emprestado ao Bordéus, assinou pelo Saragoça e antes de pendurar as chuteiras passou ainda uma temporada na Major League Soccer, dos Estados Unidos, ao serviço do New York. Em 2013, quatro anos após a retirada, assumiu os destinos dos Sub-16 da Espanha. A chegada ao comando dos Sub-21 aconteceu quando Julen Lopetegui, actualmente seleccionador principal, deixou o cargo para rumar ao Porto em 2014.

Última actualização: 17-06-17 17.44CET

https://pt.uefa.com/under21/season=2017/matches/round=2000645/match=2021143/prematch/background/index.html#factos+portugal+espanha