O "site" oficial do futebol europeu

Suécia dá a volta ao marcador e bate a Itália

Publicado: Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 19.50CET
Itália 1-2 Suécia
Um penalty à beira do fim consumou a reviravolta para a Suécia no Grupo B, com ambas as equipas a terminarem com dez jogadores.
por Kevin Ashby
de Ander Stadium
Suécia dá a volta ao marcador e bate a Itália
A Suécia levou de vencida a Itália ©AFP/Getty Images

Estatísticas dos jogos

ItáliaSuécia

Golos marcados1
 
2
Total de tentativas12
 
3
Remates à baliza2
 
2
Remates para fora8
 
1
Remates defendidos2
 
0
nos postes0
 
0
Cantos5
 
2
Foras-de-jogo2
 
2
Cartões amarelos3
 
3
Cartões Vermelhos1
 
1
Faltas cometidas13
 
20
Faltas sofridas19
 
13

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 30/11/2017 15:07 CET
Publicado: Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 19.50CET

Suécia dá a volta ao marcador e bate a Itália

Itália 1-2 Suécia
Um penalty à beira do fim consumou a reviravolta para a Suécia no Grupo B, com ambas as equipas a terminarem com dez jogadores.

• John Guidetti faz o empate e Isaac Kiese Theli dá vitoria à Suécia, de grande penalidade, perto do fim
Um penalty convertido por Domenico Berardi coloca a Itália a vencer ao intervalo, neste encontro do Grupo B
O sueco Alexander Milošević é expulso no lance da grande penalidade
• Stefano Sturaro vê o cartão vermelho e deixa a Itália também com menos um, a dez minutos do final, antes do golo do desempate
Próximos jogos: Suécia - Inglaterra, Portugal - Itália (domingo)

Conteúdos relacionados

A Suécia deu a volta ao marcador para começar a sua participação no Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA com uma vitória frente à Itália, em partida do Grupo B.

A segunda parte teve uma carga dramática bem maior do que a primeira, onde, tirando o lance em que o italiano Federico Viviani dispôs de uma ocasião soberana para bater o guardião sueco, Patrik Carigren, foi pouca a acção perto das balizas antes do tento inaugural da Itália, no minuto 29.

Berardi – destacado no programa oficial da prova como um dos jogadores a ter em conta do lado italiano, depois de ter chegado aos 30 golos pelo Sassuolo mais depressa do que Lionel Messi o fez pelo Barcelona (59 jogos comparados com os 71 do argentino) – fez um passe que rasgou a defesa da Suécia para Andrea Belotti, que seria derrubado por Alexander Milošević na altura em que se preparava para rematar.

Milošević viu o cartão vermelho directo e Berardi fez o resto, marcando a respectiva grande penalidade, silenciando também os adeptos vestidos de amarelo que estavam atrás da baliza de Carigren. O seleccionador sueco, Håkan Ericson, não mexeu na equipa no imediato, ordenando a Oscar Lewicki para recuar do meio-campo para jogar ao lado de Filip Helander, situação que possibilitou a Berardi ficar com o espaço necessário para pautar todo o jogo.

A Suécia precisou de 51 minutos para ganhar o primeiro canto, mas chegaria ao golo no segundo - e na primeira ocasião que dispôs - no minuto 56. Abdullah Khalili bateu o canto ao segundo poste, com Stefano Sturaro a falhar o corte e a bola a sobrar para Oscar Lewicki, que, depois de a controlar, assistiu Guidetti para o empate.

A Itália acusou o golo e mostrava-se sem soluções perante uma Suécia a conseguir encurtar os espaços criados após a expulsão de Milošević, apesar de, com o inevitável cansaço, quase sofrer o segundo, quando o recém-entrado Danilo Cataldi, num lance individual, atirou ligeiramente por cima.

Sturaro deixava as duas equipas com dez jogadores, ao ser expulso por atingir Filip Helander na cara e a Suécia dispôs, pouco depois, de uma ocasião perfeita para ganhar o encontro, quando Ishak é derrubado na grande área pelo guardião italiano Francesco Bardi. Isaac Kiese Theli assinou o golo da marca dos 11 metros e, apesar de a Itália ter tentado o tudo por tudo, o empate não chegou.

Última actualização: 18-06-15 22.35CET

http://pt.uefa.com/under21/season=2015/matches/round=2000408/match=2015369/postmatch/report/index.html#suecia+opera+reviravolta