O "site" oficial do futebol europeu

João Mário quebra resistência inglesa

Publicado: Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 23.30CET
Inglaterra 0-1 Portugal
Um golo de João Mário, na recarga a um remate ao poste de Bernardo Silva, chegou para a selecção portuguesa entrar a ganhar no Grupo B.
por Nuno Tavares
de City Stadium

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas dos jogos

InglaterraPortugal

Golos marcados0
1
Total de tentativas22
 
18
Remates à baliza6
 
3
Remates para fora11
 
9
Remates defendidos5
 
6
nos postes0
1
Cantos6
 
7
Foras-de-jogo5
 
1
Cartões amarelos2
 
2
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas17
 
9
Faltas sofridas9
 
16

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 30/11/2017 15:07 CET
Publicado: Quinta-feira, 18 de Junho de 2015, 23.30CET

João Mário quebra resistência inglesa

Inglaterra 0-1 Portugal
Um golo de João Mário, na recarga a um remate ao poste de Bernardo Silva, chegou para a selecção portuguesa entrar a ganhar no Grupo B.

Portugal bate a Inglaterra por 1-0 no City Stadium, em Uherske Hradiste
João Mário marca na recarga a um primeiro remate ao poste de Bernardo Silva
Último triunfo português sobre este mesmo adversário remontava a 2003
Ingleses mais perigosos no primeiro tempo, com Harry Kane em evidência
Próximos jogos: Suécia - Inglaterra, Itália - Portugal (domingo)

Portugal iniciou a sua participação no Grupo B do Campeonato da Europa de Sub-21 de 2015 com um triunfo por 1-0 sobre a Inglaterra, em Uherske Hradiste.

Velocidade foi algo não que faltou no arranque do encontro, com as duas equipas a tentarem ultrapassar o bom conhecimento mútuo rápidas jogadas de entendimento e constantes desmarcações. Coube a Portugal dispor da primeira oportunidade de golo logo aos sete minutos, quando Ricardo Esgaio cruzou da direita e provocou um desvio de Liam Moore que só não traiu Jack Butland porque o guarda-redes inglês defendeu por instinto com a mão esquerda.

A resposta não tardou e, cinco minutos volvidos, Nathan Redmond testou a atenção de José Sá com um remate já desferido no interior da área portuguesa. Jesse Lingard errou o alvo por escassos centímetros pouco depois, antes de João Mário ver um adversário desviar para canto quando tinha tudo para alvejar a baliza. Harry Kane, até então muito discreto, decidiu aparecer aos 34 minutos, valendo a Portugal uma fantástica defesa de José Sá para desviar o remate colocado do avançado do Tottenham.

O último sinal de perigo na primeira parte nasceu do pé direito de Lingard, que viu o seu remate em jeito levar a bola a passar a rasar o poste. A etapa complementar começou praticamente da mesma forma, mas desta vez os protagonistas foram Redmond e James Ward-Prowse, com o primeiro a ver o seu disparo ser defendido por José Sá e o segundo a chegar a dar a sensação de golo na cobrança de um livre directo.

Os ingleses pareciam mais capazes de chegar ao 1-0, mas foi mesmo Portugal quem conseguiu esse objectivo. Decorria o minuto 57 quando Bernardo Silva aproveitou um corte infeliz de Luke Garbutt para se isolar perante Butland. O criativo do Mónaco acertou no poste, mas a bola seguiu a direcção de João Mário e este não perdoou na recarga.

A Inglaterra tentou reagir à adversidade, mas Portugal soube sempre controlar o adversário, com a qualidade técnica dos seus jogadores a permitir gerir a posse de bola.

Última actualização: 19-06-15 9.54CET

http://pt.uefa.com/under21/season=2015/matches/round=2000408/match=2015368/postmatch/report/index.html#portugal+bate+inglaterra