O "site" oficial do futebol europeu

Morata embala Espanha e afasta Alemanha

Publicado: Domingo, 9 de Junho de 2013, 23.15CET
Alemanha 0-1 Espanha
Álvaro Morata saltou do banco para marcar pelo segundo jogo seguido na vitória que qualificou a Espanha para as meias-finais e eliminou a Alemanha.
por Simon Hart
de Estádio Municipal de Netanya
Morata embala Espanha e afasta Alemanha
Álvaro Morata é felicitado após ter saltado do banco para marcar o golo da vitória pela segunda vez ©AFP/Getty Images

Estatísticas dos jogos

AlemanhaEspanha

Golos marcados0
1
Remates à baliza2
 
3
Remates para fora3
 
11
Cantos3
 
5
Faltas cometidas17
 
14
Cartões amarelos4
 
2
Cartões Vermelhos0
 
0

Classificação

Legenda:

J: Jogados   
Pts: Pontos   
Última actualização: 30/11/2017 14:57 CET
Publicado: Domingo, 9 de Junho de 2013, 23.15CET

Morata embala Espanha e afasta Alemanha

Alemanha 0-1 Espanha
Álvaro Morata saltou do banco para marcar pelo segundo jogo seguido na vitória que qualificou a Espanha para as meias-finais e eliminou a Alemanha.

Um raio de luz incidiu pela segunda vez sobre a Espanha quando, vindo do banco dos suplentes, Álvaro Morata marcou pela segunda vez o golo que deu nova vitória à campeã.

Com Julen Lopetegui a parecer frustrado perante a teimosia da Alemanha em jogar defensivamente, a entrada de Morata, aos 72 minutos, a render Rodrigo, do SL Benfica, quebrou a resistência e fez o golo que não só assegurou a qualificação espanhola para as meias-finais como também confirmou a eliminação alemã, após a segunda derrota consecutiva no Grupo B.

O recorde de Morata nos Sub-21 é agora de dois golos em dois jogos. Contra a Rússia marcou aos 82 minutos; nesta partida esperou até aos 86 para carimbar a segunda vitória espanhola por 1-0 na fase final. Depois de deixar para trás Antonio Rüdiger na direita da defesa alemã, dirigiu-se para a área e rematou rasteiro com a bola a embater no pé do guarda-redes Bernd Leno antes de entrar junto ao poste mais próximo.

Apesar das alterações operadas no ataque – Kevin Volland foi opção na vez de Pierre-Michelle Lasogga enquanto Christian Clemens substituiu o lesionado Peniel Mlapa – pouco se viu do poderio atacante dos alemães, enquanto a Espanha começou onde havia parado contra a Rússia.

Koke, que rendeu Iker Munain, rematou sobre o travessão após um canto mal aliviado pela defesa germânica. Thiago Alcântara aproveitou depois um mau passe de Oliver Sorg para ensaiar um remate que embateu no poste. Aos 26 minutos, de novo a Espanha a criar perigo, com Isco a desenvencilhar-se de Sebastian Rode e assistir Rodrigo que, após driblar Leno, rematou às malhas laterais.

Na área contrária, Clemens fez a bola passar perto da baliza numa das raras incursões teutónicas no ataque. Por seu lado, os espanhóis continuavam com o seu futebol ofensivo e Isco quase teve êxito no início da segunda parte quando rompeu pela direita. Apesar de Tello não ter dado sequência ao cruzamento, Thiago surgiu a rematar, mas falhou o alvo.

O golo inaugural quase surgiu aos 59 minutos quando Asier Illarramendi fez a bola passar perto da baliza. E se essa passou perto, a assistência vibrou intensamente com a extraordinária sequência de ocasiões na área alemã com Leno a ter muito trabalho, nomeadamente a parar remates de Rodrigo e de Iñigo Martínez. Num rápido contra-ataque, a Alemanha quase surpreendeu, mas Marc Bartra impôs-se a Volland – provando-se, mais uma vez, que esta era a noite de Espanha.

Última actualização: 13-06-13 1.01CET

http://pt.uefa.com/under21/season=2013/matches/round=2000188/match=2010951/postmatch/report/index.html#morata+apura+espanha