Israel tem vida depois de Luzon

"Será uma ocasião importante para avaliar a equipa", disse Michael Nees, sucessor de Guy Luzon como seleccionador Sub-21 de Israel, antes de defrontar Portugal.

Guy Luzon saúda os jogadores de Israel após a vitória contra Inglaterra no Verão passado
Guy Luzon saúda os jogadores de Israel após a vitória contra Inglaterra no Verão passado ©Getty Images

Menos de quatro meses depois de ter acolhido a fase final do Campeonato da Europa de Sub-21, Israel está em fase de adaptação após a saída de Guy Luzon.

Luzon deixou o comando dos Sub-21 para assumir o cargo de treinador no R. Standard de Liège, depois da eliminação de Israel na fase de grupos do torneio realizado no Verão passado. Saiu em alta, no entanto, com uma vitória por 1-0 frente à Inglaterra. "Deixo bases sólidas para os anos que aí vêm", disse na conferência de imprensa que marcou a sua despedida. "Acredito que temos um bom futuro."

As declarações de Luzon parecem ter sido acertadas, já que Israel, agora sob o comando do alemão Michael Nees, abriu a campanha de qualificação para o torneio de 2015 com um triunfo, por 7-2, contra o Azerbaijão, em jogo do Grupo 8. Surgem agora outros desafios, com viagens a Portugal, esta quinta-feira, e à Noruega, na terça-feira seguinte. "Toda a gente está à espera que marquemos muitos golos, depois do que fizemos no primeiro jogo, mas só pensamos em resultados", disse Ness, de 46 anos, antigo seleccionador das Ilhas Seychelles. "Portugal será o nosso primeiro adversário fora e acredito que esta é uma ocasião importante para avaliar a equipa."

Topo