Estágios dos Sub-21: Terça-feira

A anfitriã Israel despediu-se em alta, a Inglaterra regressou a casa sem pontuar, a Itália decidiu no fim e o Grupo B decide-se: o UEFA.com resume o sétimo dia da fase final.

Os seleccionadores de Inglaterra, Stuart Pearce, e de Israel, Guy Luzon, despediram-se na última jornada do Grupo A
Os seleccionadores de Inglaterra, Stuart Pearce, e de Israel, Guy Luzon, despediram-se na última jornada do Grupo A ©Getty Images

Grupo A
Inglaterra
Os ingleses concluíram uma campanha no Campeonato da Europa de Sub-21 que o guarda-redes Jason Steele considerou "amargamente decepcionante". A derrota por 1-0 com Israel, a equipa da casa, obriga os “young lions” a regressarem a casa com três derrotas em três jogos, isto depois de chegarem a fase final com uma série de nove vitórias consecutivas, sem sofrer golos.

Israel
"Sou uma pessoa sensível, muito emocional, estou quase perturbado", explicou o seleccionador Guy Luzon depois de Israel terminar a participação no Grupo A com uma vitória sobre Inglaterra. "Foi muito importante para mim despedir-me de Israel com uma vitória", afirmou Luzon, que vai partir para a Bélgica para assumir o comando do R. Standard de Liège. Israel somou quatro pontos no Grupo A, apenas menos um que a Noruega, que garantiu o segundo posto.

Itália
O seleccionador de Itália, Devis Mangia, explicou que “teria sido uma pena" se a sua equipa tivesse perdido com a Noruega e ficado no segundo lugar do Grupo A. Um golo ao cair do pano de Andrea Bertolacci permitiu aos “azzurrini” garantir o triunfo no grupo e o treinador está ansioso por assistir ao desfecho do Grupo B, que irá determinar se a sua equipa defronta Espanha ou a Holanda. "A Espanha é uma grande equipa, venceu a última edição", afirmou. Mangia não quis falar muito sobre o estado físico do médio Lorenzo Insigne: "Estamos a avaliar a situação dia a dia, passo a passo".

Noruega
Os jogadores da Noruega viveram emoções contraditórias depois de sofrerem o empate ao cair do pano e cederem o primeiro lugar do Grupo A à Itália, mas garantiram a segunda presença do país nas meias-finais de um Europeu de Sub-21. O seleccionador Tor Ole Skullerud expressou um “enorme orgulho” por a sua equipa ter ultrapassado a fase de grupos invicta. A pausa entre o último jogo da fase de grupos e as meias-finais é bem-vinda para o treinador nórdico: "Espero que nos permita aparecer mais fortes no próximo desafio".

Grupo B
Alemanha
Matthias Ginter, que foi titular nos dois primeiros jogos, prometeu que a equipa "vai dar o máximo pela Alemanha", no jogo com a Rússia, na quarta-feira, antes de regressar a casa. Rainer Adrion pode fazer grandes mudanças na última jornada, pois vários jogadores não vão poder estar no próximo ciclo dos Sub-21. O treinador poderá dar a titularidade a alguns dos elementos mais jovens de forma a proporcionar-lhes uma experiência valiosa.

Holanda
A seleção holandesa teve algum tempo para descontrair na terça-feira de manhã, antes de Danny Hoesen, que marcou o quarto golo frente à Rússia, se juntar ao treinador Cor Pot na conferência de imprensa da parte da tarde. O treinador não tem grandes preocupações com lesões, enquanto Hoesen tem vindo a beneficiar do bom arranque da equipa no Europeu. "Espero, sempre que tenha uma oportunidade, jogar ao meu melhor nível", afirmou o avançado de 22 anos do AFC Ajax.

Rússia
Taras Burlak, o capitão da Rússia, confessou a tristeza que sente por estar a terminar a sua passagem pelos Sub-21, mas destacou os progressos conseguidos pela equipa de Nikolai Pisarev durante a edição de 2011-13. "É uma pena que esteja a terminar o ciclo desta equipa", lamentou. "Estamos juntos há dois anos e meio e evoluímos muito durante este período". Pisarev teve uma preocupação inesperada durante o treino antes do último jogo na fase de grupos, na quarta-feira, pois Georgi Schennikov sofreu uma pancada na cabeça, mas o departamento médico acredita que o defesa estará em condições de jogar.

Espanha
Julen Lopetegui prometeu colocar em campo uma equipa competitiva para tentar levar a melhor sobre a Holanda na luta pelo primeiro lugar do Grupo B. Álvaro Morata poderá ser titular no ataque, depois de ter marcado dois golos em 44 minutos como suplente, enquanto a defesa irá tentar manter a inviolabilidade da baliza em Israel.

Topo