Factos da competição

O UEFA.com escolhe as estatísticas importantes da fase de qualificação de 2013, bem como ao longo da história da competição.

Adrián López, da Espanha, foi o melhor marcador na fase final de 2011
Adrián López, da Espanha, foi o melhor marcador na fase final de 2011 ©Getty Images

Estatísticas históricas de Sub-21 (jogos oficiais)

Campeões (anfitriões)
2013: Espanha 4-2 Itália (Israel)*
2011 Espanha 2-0 Suíça (Dinamarca)*
2009 Alemanha 4-0 Inglaterra (Suécia)*
2007 Holanda 4-1 Sérvia (Holanda)*
2006 Holanda 3-0 Ucrânia (Portugal)*
2004 Itália 3-0 Sérvia e Montenegro (Alemanha)*
2002 República Checa 0-0 França (República Checa venceu 3-1 nos penalties; Suíça)*
2000 Itália 2-1 República Checa (Eslováquia)
1998 Espanha 1-0 Grécia (Roménia)
1996 Itália 1-1 Espanha (Itália venceu 4-2 nos penalties; Espanha)
1994 Itália 1-0 Portugal (após prolongamento; França)
1992 Itália
1990 URSS
1988 França
1986 Espanha
1984 Inglaterra
1982 Inglaterra
1980 URSS
1978 Jugoslávia

*Formato actual

As finais até 1992, inclusive, foram disputadas a duas mãos.

Estatísticas da final

• Em 2007, a Holanda tornou-se na primeira equipa a ganhar a competição em casa desde a alteração para o novo formato, em 1994. Até então, a final era decidida a duas mãos. A Espanha esteve perto de igualar esse feito em 1996, mas perdeu a final com a Itália no desempate por grandes penalidades.

• Desde a alteração do formato em 1992-94, a Itália ganhou quatro finais e perdeu pela pela primeira vez diante da Espanha em 2013. As restantes equipas que se sagraram campeãs mais do que uma vez foram a Espanha (1998, 2011 e 2013) e a Holanda (2006 e 2007).

• Nas últimas seis finais, quatro terminaram com diferença de três golos. A edição de 2013 foi a que registou mais golos num só jogo e o "hat-trick" dde Thiago Alcántara ajudou a Espanha a derrotar a Itália em Jerusalém.

• Foram exibidos sete cartões vermelhos em finais a um só jogo, com o sérvio Aleksandar Kolarov a ser o elemento mais recente desse lote, na edição de 2007.

• O "hat-trick" de Thiago foi o primeiro desde a mudança para um só jogo em 1994; Andrea Pirlo, Klaas-Jan Huntelaar e Sandro Wagner bisaram na final a um só jogo. Antes disso, Gary Owen (Inglaterra, 1982), Franck Sauzée (França, 1988) e Andrei Sidelnikov (URSS, 1990) tinham bisado numa das duas mãos do encontro decisivo.

• Vahid Halilhodžić (ao serviço da Jugoslávia frente à República Federal da Alemanha em 1978) e Pierre Littbarski (pela República Federal da Alemanha frente à Inglaterra em 1982) são os únicos jogadores a terem apontado um "hat-trick". Oito anos depois, Littbarski ganhou o Mundial de 1990 derrotando a Inglaterra nas meias-finais.

• Desde que a final passou a ser a um só jogo, duas edições terminaram com a marcação de penalties. Na primeira, em 1996, a Itália, reduzida a nove jogadores, venceu a Espanha por 5-4. Em 2002, a República Checa prevaleceu frente à França, por 3-1, após a única final disputada até ao momento que terminou sem golos.

• Apenas o jogo decisivo de 1994 foi decidido no prolongamento, com o suplente Pierluigi Orlandini a dar o triunfo à Itália, frente a Portugal, marcando o tento solitário da partida aos 97 minutos.

• Dez jogadores ganharam o EURO Sub-21 duas vezes: Danny Thomas (Inglaterra, 1982 e 1984), Dario Marcolin e Roberto Muzzi (Itália, 1992 e 1994), Fabio Cannavaro e Christian Panucci (Itália, 1994 e 1996), Kenneth Vermeer, Arnold Kruiswijk, Daniël de Ridder, Ron Vlaar e Haris Medunjanin (Holanda, 2006 e 2007) e David de Gea, Thiago Alcántara, Martín Montoya, Iker Muniain e Diego Mariño (Espanha, 2011 e 2013).

• O núcleo duro da selecção de Itália vencedora do Mundial 2006 também participou em triunfos na final Sub-21: Cannavaro (1994 e 1996), Filippo Inzaghi (1994), Francesco Totti e Alessandro Nesta (1996), Pirlo e Gennaro Gattuso (2000) e Marco Amelia, Daniele De Rossi, Alberto Gilardino e Andrea Barzagli (2004).

• A selecção da Alemanha vitoriosa no Mundial 2014 incluiu seis elementos da equipa de ergueu o título de Sub-21 em 2009, na Suécia: Manuel Neuer, Benedikt Höwedes, Mats Hummels, Jérôme Boateng, Sami Khedira e Mesut Özil.

• Laurent Blanc foi o primeiro jogador a somar uma "tripla" de títulos, com a conquista do EURO Sub-21 (1988), Campeonato do Mundo (1998) e Campeonato da Europa da UEFA (2000). Juan Mata e Javi Martínez, da Espanha, foram os seguintes a alcançar esse feito mercê da glória no Mundial 2010, EURO Sub-21 de 2011, na Dinamarca, e UEFA EURO 2012.

Melhores marcadores

De sempre
15
Lampros Choutos (Grécia), Tomáš Pekhart (República Checa)
14 Roy Makaay (Holanda), Klaas-Jan Huntelaar (Holanda)

Numa fase final desde 2000
7
Marcus Berg (Suécia, 2009)
5 Adrián López (Espanha, 2011)
4
Andrea Pirlo (Itália, 2000), Alberto Gilardino (Itália, 2004), Klaas Jan Huntelaar (Holanda, 2006), Maceo Rigters (Holanda, 2007), Johan Elmander (Suécia, 2004), Álvaro Morata (Espanha, 2013)
3
Ola Toivonen (Suécia, 2009), Robert Acquafresca (Itália, 2009), Thomas Kahlenberg (Dinamarca, 2006) Leroy Lita (Inglaterra, 2007), Massimo Maccarone (Itália, 2002), Giorgio Chiellini (Itália, 2007), Nicky Hofs (Holanda, 2006), Hugo Almeida (Portugal, 2004), Markus Rosenberg (Suécia, 2004), Isco (Espanha, 2013), Thiago Alcántara (Espanha, 2013)

Melhores marcadores de Sub-21 (da qualificação até à final) desde 1990
2013: 13 Rodrigo (Espanha)
2011: 10 Tomáš Pekhart (República Checa)
2009: 8 Robert Acquafresca (Itália)
2007: 4 Theo Walcott (Inglaterra), Maceo Rigters (Holanda), Igor Denisov (Rússia), Nikita Bazhenov (Rússia), Dragan Mrdja (Sérvia)
2006: 14 Klaas Jan Huntelaar (Holanda)
2004: 11 Alberto Gilardino (Itália)
2002: 9 Ricardo Cabanas (Suíça)
2000: 15 Lampros Choutos (Grécia)
1998: 9 Steffen Iversen (Noruega)
1996: 10 Roy Makaay (Holanda), Ole Gunnar Solskjær (Noruega)
1994: 8 Nicolas Ouedec (França), Nélson António Soares Gama "Toni" (Portugal)
1992: 9 Peter Møller (Dinamarca)
1990: 9 Igor Kolyvanov (URSS)

Maior vitória:
De sempre
14-0: Espanha-San Marino 08/02/2005
Fase de grupos de qualificação de 2006, Santo Domingo, El Ejido

Fase final
6-0: Inglaterra-Turquia 29/05/2000
Fase de grupos, Estádio Tehelné Pole, Bratislava

Final
4-0: Alemanha-Inglaterra 29/06/2009
Novo Estádio Malmö, Malmo, Suécia

Mais golos num jogo:
14: Espanha 14-0 San Marino 08/02/2005
Fase de grupos de qualificação de 2006, Santo Domingo, El Ejido

Fase final
7: República Checa 4-3 Croácia 01/06/2000
Fase de grupos, Estádio Mestský, Trencin, Eslováquia

Final
8: Jugoslávia 4-4 República Democrática da Alemanha 31/05/1978
(segunda mão, Jugoslávia venceu por 5-4 no total), Mostar, Jugoslávia

Recorde de assistência:
42.000: Turquia 1-1 Alemanha 18/11/2003
"Play-off" de qualificação de 2004, Estádio Sükrü Saraçoglu, Istambul

Fase final
35.500: Itália 1-1 Espanha (Itália venceu por 5-4 nos penalties) 31/05/1996
Final, Olímpico de Montjuïc, Barcelona

Topo