Inglaterra melhora mas fica pelo caminho

Fabrice Muamba, Chris Smalling e Danny Welbeck falaram do que faltou à Inglaterra para seguir em frente, depois da derrota perto do fim, quando tudo parecia estar a seu favor.

Fabrice Muamba foi um dos melhores, mas a Inglaterra foi eliminada
Fabrice Muamba foi um dos melhores, mas a Inglaterra foi eliminada ©Getty Images

Os ingleses Fabrice Muamba, Chris Smalling e Danny Welbeck tiveram todos dificuldade em explicar como é que a melhor exibição da Inglaterra no Grupo B acabou numa derrota, por 2-1, ante a República Checa, e na consequente eliminação do Campeonato da Europa de Sub-21.

A um minuto do fim da partida disputada em Viborg, a Inglaterra vencia por 1-0 e estava apurada para as meias-finais, juntamente com a Espanha, vencedora do grupo. No entanto, o encontro e as contas finais sofreram uma brusca alteração quando Jan Chramosta empatou, num lance feliz, no minuto 89, seguindo-se, no último lance do jogo, o consumar da reviravolta, por intermédio do entrado Tomáš Pekhart.

Fabrice Muamba, que brilhou no papel de médio-defensivo naquele que foi o seu primeiro jogo a titular, afirmou: "Foi, provavelmente, o melhor jogo que fizemos aqui e acabar com este resultado foi uma grande decepção. É complicado engolir isto, em especial a maneira como sofremos os golos. Quando marcámos estávamos a jogar bem [mas] deixámo-nos levar por isso e não matámos o jogo. Pode-se ver pelas reacções dos jogadores, que foi muito duro tudo isto".

O defesa central Smalling acrescentou: "Esta noite jogámos muito bem, terá sido provavelmente o nosso melhor jogo. Se o tivéssemos feito nos outros dois jogos, se calhar não nos estaríamos agora a queixar de falta de sorte. Hoje, eles tiveram a sorte do jogo com aquele golo, mas temos que ter ‘fair play’ porque eles venceram e agora desejamos-lhes boa sorte para o resto do torneio."

"Não sei como é que ficámos eliminados depois de termos feito um jogo destes", disse Welbeck, colega de Smalling no Manchester United FC e aquele que esteve quase a ser o herói da Inglaterra, depois de marcar, no minuto 76. "Foi um golpe duro e o sentimento é de grande tristeza. A abordagem ao jogo foi a correcta, circulámos a bola e quando a oportunidade surgiu, marcámos, mas tivemos azar ao perder o jogo no final."

Topo