O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO Sub-21 de 2023: Conheça as cidades anfitriãs e estádios

Todos os detalhes sobre os estádios que vão receber jogos na Geórgia e na Roménia.

Duas nações, cinco cidades, oito estádios
Duas nações, cinco cidades, oito estádios UEFA

Apresentamos o perfil dos recintos que vão acolher a fase final do Campeonato da Europa Sub-21 de 2023, na Geórgia e na Roménia, entre 21 de Junho e 8 de Julho.

EURO Sub-21: Tudo o que precisa de saber

Geórgia
Batumi, Batumi Arena: 3 jogos do Grupo C, Meia-final, Final
Kutaisi, Estádio Shengelia: 3 jogos do Grupo C, Quartos-de-final
Tbilissi, Estádio Meskhi: 3 jogos do Grupo A, Quartos-de-final
Tbilissi, Estádio Paichadze: 3 jogos do Grupo A (envolvendo a Geórgia)

Roménia
Bucareste, Estádio Giulești: 3 jogos do Grupo B, Quartos-de-final
Bucareste, Estádio do Steaua: 3 jogos do Grupo B (envolvendo a Roménia), Meia-final
Cluj-Napoca, Estádi

o do CFR Cluj, 3 jogos do Grupo D
Cluj-Napoca, Cluj Arena: 3 jogos do Grupo D, Quartos-de-final

Todos os jogos da fase final

Geórgia

Batumi

Vista como um importante destino turístico, Batumi é uma das principais cidades na costa do Mar Negro.

Locais a visitar

  • Avenida Batumi: Construída a partir de 1881, esta avenida larga estende-se ao longo da orla costeira e tem vários bares, cafés, restaurantes, diversões para crianças, fontes interactivas coloridas, vegetação e esculturas.
  • Jardim Botânico: Exibe flora de várias partes do Mundo.
  • Torre do Alfabeto: Situada no Miracle Park, no centro de Batumi, é uma construção em ferro com 130 metros de altura em forma de sequência de DNA, que celebra o alfabeto georgiano. Do topo avista-se Batumi e o Mar Negro.

Batumi Arena

Equipa da casa: Dinamo Batumi
Capacidade: 20.035
Jogos: 3 jogos do Grupo C, Meia-final, Final

  • Inaugurado em Outubro de 2020, com um exterior formado por vários painéis cuja inspiração foram as tradicionais danças georgianas.
  • Já foi palco de jogos da selecção georgiana de futebol e de râguebi.
Aspecto exterior da Batumi Arena
Aspecto exterior da Batumi ArenaAFP via Getty Images

Kutaisi

Uma das cidades ais antigas na Europa, com uma história que remonta ao século VI (AC).

Locais a visitar

  • Catedral de Bagrati: Construída no século XI pelo rei Bagrat III para celebrar a unificação da Geórgia, situa-se no topo da cidade.
  • Fonte Colchis: Localizada na praça principal e decorada com modelos ampliados de artefactos arqueológicos encontrados na Geórgia.
  • Ponte Branca: Datada de 1850 e pintada de branco em 1860, oferece uma vista sobre a cidade velha.

Estádio Shengelia

Equipa da casa: Torpedo Kutaisi
Capacidade: 12.000
Jogos: 3 jogos do Grupo C, Quartos-de-final

  • Inaugurado em 1962 e reformulado em 1998 e 2010.
  • Deve o seu nome a Ramaz Shengelia, famoso futebolista georgiano.
Conheça os finalistas do EURO Sub-21

Tbilissi

Vista panorâmica da cidade de Tbilissi abrangendo o Estádio Paichadze
Vista panorâmica da cidade de Tbilissi abrangendo o Estádio Paichadze AFP/Getty Images

A capital da Geórgia é conhecida pela sua história, arquitectura e paisagem.

Locais a visitar

  • Tbilissi Velha: Os principais pontos turísticos estão agrupados num bairro famoso pelos seus banhos públicos de enxofre alimentados por fontes termais naturais.
  • Fortaleza Narikala: Construída no alto da cidade no século IV e visível desde Tbilissi.
  • Avenida Rustaveli: Com fim na Praça da Liberdade, conta com lojas e importantes edifícios culturais ao longo do seu quilómetro e meio de extensão.

Estádio Meskhi

Equipa da casa: Locomotive Tbilissi
Capacidade: 24.600
Jogos: 3 jogos do Grupo A, Quartos-de-final

  • Inaugurado em 1952 e reconstruído em 2001 como o primeiro estádio georgiano especificamente dedicado ao futebol com lugares sentados.
  • Reformulado tendo em vista o EURO Sub-19 de 2017 (onde 25.154 espectadores assistiram ao jogo entre Chéquia e Geórgia) e agora propriedade da Federação de Futebol da Geórgia, também recebe jogos de râguebi.
Estádio Meskhi
Estádio Meskhi SPORTSFILE

Estádio Paichadze

Equipas da casas: Dinamo Tbilissi, selecção da Geórgia
Capacidade: 54,000
Jogos: 3 jogos do Grupo C (todos envolvendo a Geórgia)

  • O maior estádio de futebol na Geórgia, que remonta a 1935 e sofreu remodelações em 1976, 2007 (quando passou a ter todos os lugares sentados) e 2015 (antes da Supertaça Europeia da UEFA, entre Barcelona e Sevilha, que terminou 5-4).
  • Localizado no centro da cidade, chegou a receber 110.000 espectadores para um jogo da Taça dos Campeões Europeus, entre Dinamo e Liverpool.
Estádio Paichadze
Estádio Paichadze UEFA via Getty Images

Roménia

Bucareste

Bucareste
BucaresteGetty Images/iStockphoto

Capital da Roménia desde 1862 e uma das principais cidades na Europa Central, cuja alcunha é "Pequena Paris" (apesar de não ser tão pequena assim, devido à sua população de cerca de 2 milhões de habitantes), foi um dos palcos do UEFA EURO 2020.

Locais a visitar

  • Palácio do Parlamento: Segundo maior edifício administrativo do Mundo, construído entre 1984 e 1997, abriga o Parlamento, bem como o Museu Nacional de Arte Contemporânea e várias outras instituições.
  • Centro da Cidade Velha: O coração histórico da cidade que sobreviveu à demolição levada a cabo na zona comunista.
  • Museu Nacional de Arte: Instalado no antigo Palácio Real, de estilo neoclássico, inclui mais de 70.000 peças.
Estádio Giulești
Estádio Giulești Getty Images

 Giulești

Equipa da casa: Rapid Bucareste
Capacidade: 14.054
Jogos: 3 jogos do Grupo B, Quartos-de-final

  • Inaugurado em Março de 2022 como a nova casa do Rapid, também inclui uma pista de atletismo, situada por baixo das bancadas, entre outras funcionalidades.
  • Recebeu dois jogos da Roménia na UEFA Nations League, frente a Finlândia e Montenegro, em Junho de 2022.

Estádio do Steaua

Equipa da casa: CSA Steaua Bucareste
Capacidade: 31.254
Jogos: 3 jogos do Grupo B (todos envolvendo a Roménia), Meia-final

  • Construído em 2021 para substituir o antigo estádio com o mesmo nome.
  • O seu primeiro jogo foi um amigável entre Steaua e OFK Beograd, tal como tinha acontecido na inauguração do antigo estádio, em 1974.

Cluj-Napoca

Cluj-Napoca, nome que remonta a tempos ancestrais, é a capital cultural e económica da Transilvânia.

Locais a visitar

  • Igreja de São Miguel: A torre de igreja mais alta da Roménia, é um monumento gótico que serve de símbolo de Cluj-Napoca.
  • Praça do Museu: Contém a Igreja e Mosteiro Franciscanos, a Casa Matia Corvin, o Museu de História Nacional da Transilvânia e o Obelisco de Carolina, o primeiro monumento secular da cidade.
  • Rua Espelhada (Iuliu Maniu): Como o nome sugere, são dois prédios idênticos que estão frente-a-frente, com a rua pelo meio. Diz a lenda que foram construídos por um nobre para que as suas duas herdeiras não sentissem que uma estava sendo favorecida em detrimento da outra.

Estádio do CFR Cluj

Equipa da casa: CFR Cluj
Capacidade: 22.198
Jogos: 3 jogos do Grupo D

  • Inaugurado em 1973 com um amigável entre CFR e Cuba, o estádio foi modernizado entre 2004 e 2008, altura em que o clube começou a ganhar destaque a nível europeu.
  • Com uma localização central na cidade, já recebeu vários jogos da selecção romena.
Estádio do CFR Cluj
Estádio do CFR Cluj UEFA via Getty Images

Cluj Arena

Equipas da casas: Universitatea Cluj, Olimpia Cluj
Capacidade: 30.020
Jogos: 3 jogos do Grupo, Quartos-de-final

  • Inaugurado em 2011 no local do antigo Estádio Ion Moina, a pouca distância da Cidade Velha.
  • Também acolhe concertos e já recebeu alguns jogos da selecção romena.
Cluj Arena
Cluj ArenaGetty Images