O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo e crónica: Alemanha bate Portugal e vence o EURO Sub-21

Um golo solitário de Lukas Nmecha chegou para a Alemanha bater Portugal na final de Ljubljana.

Veja o golo que deu à Alemanha a glória nos Sub-21
Veja o golo que deu à Alemanha a glória nos Sub-21

A Alemanha conquistou pela terceira vez o Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA ao bater Portugal na final, graças a um golo de Lukas Nmecha a abrir a segunda parte.

Nmecha marcou aos 49 minutos e resolveu o jogo decisivo em Ljubljana, depois de ter feito parte da selecção alemã que se tinha visto derrotada pela Espanha há dois anos. Portugal, que sofreu a sua terceira derrota em três presenças em finais, lutou até ao fim pelo golo do empate, mas a Alemanha segurou o triunfo e voltou a erguer o troféu, depois de 2009 e 2017.

Como tudo aconteceu


O jogo em poucas palavras

Portugal entrou a pressionar e dispôs de um par de boas oportunidades, por Tiago Tomás e Diogo Dalot, mas a Alemanha cresceu e, apostando em ataques pelos flancos, reagiu bem. Florian Wirtz viu um remate desviado para a trave e Diogo Costa brilhou por duas ocasiões para negar o golo a Nmecha e Arena Maier. Perto do intervalo, Portugal voltou a dar um ar da sua graça, com Vitinha a surgir isolado, mas a perder demasiado tempo na altura do remate.

Depois, a abrir a segunda parte, um momento de alguma desconcentração da defesa portuguesa permitiu que Ridle Baku servisse Nmecha para o golo inaugural da partida. Portugal partiu para o ataque, mas a Alemanha foi controlando com maior ou menor dificuldade as iniciativas lusas.

Fábio Vieira, eleito Melhor Jogador do Torneio, dispôs daquela que foi, talvez, a melhor oportunidade de Portugal para empatar, mas Nico Schlotterbeck interceptou o seu remate. Com Portugal balanceado para a frente, Karim Adeyemi teve duas excelentes ocasiões para selar o triunfo, mas Diogo Costa brilhou em ambas as situações. Portugal tentou o tudo por tudo até ao fim, mas os pupilos de Stefan Kuntz seguraram com firmeza a vantagem para celebrarem o terceiro título de sub-21 do seu país.

Reacções

Lukas Nmecha, avançado da Alemanha: "Nem me lembro bem do golo. Estava em boa posição e o Ridle [Baku] deu-me a bola. Ultrapassei o guarda-redes com um toque e, depois, meti a bola no fundo da baliza. Somos uma equipa, cada um tem o seu papel e todos são importantes. Este noite estivemos fantásticos e foi fantástico alcançar esta vitória. Temos uma grande equipa, com muito coração, que trabalha muito e tem muito talento".

Finn Dahmen, guarda-redes da Alemanha: "É extraordinário! Ninguém acreditava verdadeiramente em nós. Mostrámos aquilo de que somos capazes e estamos orgulhosos disso. Esta noite corremos como loucos e conseguimos o nosso objectivo. Melhorámos a cada jogo ao longo do torneio e a sensação que estamos a viver é incrível."

Diogo Queirós, defesa de Portugal: "Falhámos várias ocasiões de golo. Ambas as equipas tiveram várias oportunidades para marcar, mas a Alemanha marcou uma vez e, depois, foi muito sólida a defender. Não lhes conseguimos marcar. Uma nota positiva é a fantástica caminhada que realizámos até a esta final e podemos estar orgulhosos disso. Temos de continuar a trabalhar para ganhar troféus no futuro."

Principais estatísticas

  • A Alemanha conquistou o seu terceiro título europeu de sub-21; só Itália Espanha, com cinco, têm mais.
  • Nmecha marcou o golo da frente a Portugal numa final de um Europeu de escalões jovens pela segunda vez: já o tinha feito em 2017, então pela Inglaterra, na final do EURO Sub-17, antes de passar a representar o país onde nasceu.
  • Portugal continua a só conhecer a derrota em finais de Europeus de Sub-21. Depois de 1994 e 2015, esta foi a terceira derrota em três presenças no jogo decisivo da prova.
  • Para a Alemanha, esta foi a sua terceira final consecutiva, sempre sob as ordens de Stefan Kuntz, igualando o recorde da Itália e do seu então seleccionador Cesare Maldini, entre 1992 e 1996.
Lukas Nmecha festeja com os colegas depois de marcar o único golo da partida
Lukas Nmecha festeja com os colegas depois de marcar o único golo da partidaUEFA via Getty Images

Equipas

Alemanha: Dahmen; Baku, Pieper, Schlotterbeck, Raum; Maier, Dorsch (Janelt 85); Wirtz (Adeyemi 68), Özcan (Stach 90+2), Berisha (Burkardt 68); Nmecha (Jakobs 85)

Portugal: Diogo Costa; Diogo Dalot, Diogo Queirós, Diogo Leite, Abdu Conté; Florentino (Gedson Fernandes 83); Vitinha (Jota 59), Fábio Vieira, Daniel Bragança; Dany Mota (Rafael Leão 46), Tiago Tomás (Francisco Conceição 59)