O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO Sub-21: jogadores a seguir na fase de grupos

Os correspondentes do UEFA.com escolheram um elemento em destaque de cada um dos 16 participantes na fase de grupos do Campeonato da Europa de Sub-21.

Confira alguns dos jogadores a seguir na fase final do EURO Sub-21, incluindo Francisco Trincão.
Jogadores a seguir no EURO Sub-21

Croácia: Nikola Moro (Dínamo Moscovo)

O capitão da Croácia tem a responsabilidade de liderar uma das gerações mais talentosas do seu país – e tem disciplina, maturidade e confiança para fazer exactamente isso. Como médio, possui igualmente excelente controlo, habilidade de drible e passe, além de um forte remate.

República Checa: Michal Sadílek (Slovan Liberec)

É o coração desta equipa checa, o marcador de lances de bola parada, motivador e líder. Actuou como lateral-esquerdo nos últimos jogos, mas deve regressar à sua posição habitual no meio-campo para a fase de grupos. Tem brilhado de volta ao seu país, onde joga por empréstimo do PSV.

Dinamarca: Oliver Christensen (Odense)

EURO Sub-21 de 2021: Conheça as equipas
EURO Sub-21 de 2021: Conheça as equipas

Conhecido como "O Abutre de Kerteminde", Christensen já desempenhou um papel fundamental a nível de clubes e internacional. Estreou-se pela selecção principal da Dinamarca na ausência de Kasper Schmeichel, no Outono passado, tendo jogado todos os minutos da campanha de qualificação dos Sub-21, em que os dinamarqueses venceram oito e empataram duas em dez partidas.

Inglaterra: Callum Hudson-Odoi (Chelsea)

Mason Greenwood, do Manchester United, falhou a participação na prova à última da hora, mas Hudson-Odoi pode ser uma arma ainda mais potente à disposição do técnico Aidy Boothroyd. Titular habitual nos "blues" desde a chegada de Thomas Tuchel, tem jogado em várias posições, desde lateral-direito a segundo avançado.

França: Amine Gouiri (Nice)

Contratado ao Lyon no Verão passado, o avançado marcou regularmente na Ligue 1 e na Europa, apesar da quebra de forma do Nice, mas os quatro golos apontados na fase de grupos valeram-lhe ainda um lugar na Equipa Revelação da UEFA Europa League escolhida pelo UEFA.com. "Gouiri é ambicioso e tem tudo para ter sucesso", disse o ex-treinador do Nice, Patrick Vieira.

Alemanha: Ridle Baku (Wolfsburgo)

Grandes golos da Alemanha nos Sub-21
Grandes golos da Alemanha nos Sub-21

O lateral-direito é o único convocado da Alemanha que já jogou na selecção principal. Baku é um dos jogadores mais rápidos da Bundesliga, sem falar do facto de ser experiente para a sua idade, versátil, forte no ataque e perigoso diante da baliza. “Atacar é, sem dúvida, um de seus pontos fortes”, afirmou o técnico Stefan Kuntz.

Hungria: Bendegúz Bolla (Fehérvár)

Tem sido um jogador fundamental para o seu clube esta época e por isso já chamou a atenção do seleccionador principal da Hungria, Marco Rossi. Bolla começou como avançado, mas nos últimos anos transformou-se num lateral-direito com pendor atacante.

Islândia: Ísak Bergmann Jóhannesson (Norrköping)

O médio tem atraído enorme interesse na Suécia. As suas exibições têm sido tão impressionantes que, segundo consta, tem sido seguido por clubes sonantes como Inter, Juventus e Man. United. Jóhannesson faz 18 anos um dia antes do início da fase de grupos.

Itália: Sandro Tonali (Milan)

Grandes golos da Itália nos Sub-21
Grandes golos da Itália nos Sub-21

Mudar de Brescia para o Milan e lidar com a expectativa associada de ser considerado o novo Andrea Pirlo nunca é fácil, mas Tonali começa a mostrar o seu talento e a crescer em confiança com Stefano Pioli. Parece pronto para ser o líder do meio-campo dos "azzurrini".

Países Baixos: Noa Lang (Club Brugge)

Desde que chegou à Bélgica, por empréstimo do Ajax, o extremo esquerdino tem estado em forma. Velocidade, ligação nas jogadas e facilidade de marcar golos, bem como criá-los, tornam-no uma ameaça constante para as defesas adversárias.

Portugal: Trincão (Barcelona)

O veloz e talentoso extremo do Barcelona regressa aos Sub-21 depois de já ter somado seis internacionalizações pela selecção principal. Com um mágico pé esquerdo que é capaz de fazer a diferença a qualquer momento, Trincão é um deleite para os olhos e pode ser muito útil para Portugal, à procura de conquistar o único título do futebol jovem de selecções que lhe falta no palmarés.

Roménia: Marius Marin (Pisa)

EURO Sub-21 de 2021: As cidades-anfitriãs
EURO Sub-21 de 2021: As cidades-anfitriãs

Há cinco anos, Marin deixou a sua cidade natal, Timisoara, para ingressar no Sassuolo, em Itália, antes de empréstimos ao Catanzaro e ao Pisa, clube com qual acabou por ficar em definitivo após a promoção para a Serie B. Marin alia trabalho árduo com técnica e é esperado que que dê equilíbrio ao meio-campo da Roménia.

Rússia: Fedor Chalov (CSKA Moscovo)

Com apenas 22 anos, Chalov leva já cinco de presença no plantel sénior do CSKA, além de várias internacionalizações pela selecção principal e o prémio de melhor marcador da Liga russa de 2018/19. É claramente a principal ameaça no ataque dos Sub-21.

Eslovénia: Timi Elšnik (Olimpija Ljubljana)

O capitão da Eslovénia vai estar em foco em casa, depois de ter assumido o seu papel proeminente no meio-campo desde que Milenko Aćimović assumiu o cargo de seleccionador. A fase de construção de jogo passa sempre por Elšnik graças à sua capacidade de passe. De volta à Eslovénia, depois de algumas passagens pelas ligas inferiores inglesas, esta é a sua oportunidade para provar o que vale.

Espanha: Brahim Díaz (Milan)

Grandes golos da Espanha nos Sub-21
Grandes golos da Espanha nos Sub-21

Apesar da sua tenra idade, Díaz jogou por três dos melhores clubes da Europa: Man. City, Real Madrid e Milan. Tem estado em destaque ao serviço do Milan, onde está por empréstimo, tanto na Serie A como na UEFA Europa League, na caminhada até aos oitavos-de-final. Centrocampista versátil com faro para o golo, será chamado para actuar como o coração criativo da Espanha, detentora do título.

Suíça: Andi Zeqiri (Brighton)

Com 11 golos em 13 jogos, Zeqiri é, sem dúvida, o elemento mais goleador da sua equipa. Criado na Suíça francófona, é admirador de Ronaldinho e de Cristiano Ronaldo. Ingressou nas camadas jovens da Juventus por empréstimo do Lausana em 2016/17 e está joga agora pelo Brighton no escalão principal inglês.