EURO Sub-21: jogadores a seguir em cada selecção

O UEFA.com destaca um jogador que valerá a pena seguir com maior atenção em cada uma das 12 selecções finalistas.

EURO Sub-21: jogadores a seguir em cada selecção
©UEFA.com

Áustria: Xaver Schlager (Salzburgo)

Médio-ofensivo de veia goeladora, vencedor da UEFA Youth League com o Salzburgo em 2017. Já se afirmou na equipa principal do clube e soma já quatro internacionalizações pela selecção principal austríaca.

Bélgica: Dodi Lukebakio (Watford, emprestado ao Fortuna Düsseldorf)

Guia das cidades anfitriãs do EURO Sub-21
Guia das cidades anfitriãs do EURO Sub-21

Em Novembro último apontou um "hat-trick" a Manuel Neuer. Extremamente veloz, também marcou ao Dortmund, mostrando um dom especial para marcar em grandes jogos.

Croácia: Nikola Vlašić (Everton, emprestado ao CSKA Moscovo)

Médio de ataque que se revelou peça fulcral no CSKA, apontando três golos na fase de grupos da UEFA Champions League desta temporada, um deles a valer um triunfo sobre o então campeão europeu Real Madrid.

Dinamarca: Robert Skov (Copenhaga)

Veja um golo de Skov na Europa League
Veja um golo de Skov na Europa League

2018/19 foi a temporada da sua afirmação: a jogar como extremo direito, apontou 32 golos e fez dez assistências pelo Copenhaga. Melhor marcador da Liga dinamarquesa, é perito na marcação de livres e já se estreou pela selecção principal do seu país.

Inglaterra: Phil Foden (Manchester City)

Com apenas 19 anos , Foden somou esta época 13 jogos na Premier League inglesa, quatro na UEFA Champions League e oito nas taças, rumo à conquista de três troféus. "Ele é de facto especial", frisou Guardiola em Abril.

França: Houssem Aouar (Lyon)

Veja como Aouar ajudou o Lyon a bater o City
Veja como Aouar ajudou o Lyon a bater o City

Aouar, prestes a completar 21 anos, confirmou o seu valor no Lyon esta época graças à sua visão de jogo e capacidade técnica. Totalizou sete golos e seis assistências na Ligue 1 18/19.

Alemanha: Florian Neuhaus (Borussia Mönchengladbach)

Médio de ataque de grande inteligência, Neuhaus afirmou-se esta época no Borussia Mönchengladbach com três golos e oito assistências, ajudando a equipa a chegar ao quinto lugar da Bundesliga, com exibições e uma forma de jogar que lhe valem comparações com Thomas Müller.

Itália: Moise Kean (Juventus)

Recorde a estreia a marcar de Kean pela selecção principal de Itália
Recorde a estreia a marcar de Kean pela selecção principal de Itália

Aos 19 anos este avançado da Juventus já quebrou vários recordes a nível de clubes e seleções, tendo sido o primeiro jogador nascido depois de 2000 a jogar na UEFA Champions League, a jogar e a marcar na Serie A e a marcar pela Itália.

Polónia: Dawid Kownacki (Sampdoria, emprestado ao Fortuna Düsseldorf)

Capitão da Polónia, Kownacki foi o melhor marcador da fase de qualificação deste EURO Sub-21 e conta já com mais de 100 jogos disputados em escalãoes principais ao serviço de Lech Poznań, Sampdóriae Fortuna Düsseldorf.

Roménia: Ianis Hagi (Viitorul)

Hagi estreou-se como sénio com apenas 16 anos
Hagi estreou-se como sénio com apenas 16 anos©Academia Gheorghe Hagi

Filho do lendário Gheorghe Hagi, Ianis herdou do seu pai a paixão pelo jogo e uma fantástica capacidade técnica. Joga bem com ambos os pés, é criativo e forte na cobrança de bolas paradas.

Sérvia: Luka Jović (Eintracht Frankfurt/Real Madrid)

Confirmado como reforço do Real Madrid, brilhou esta época no Eintracht Frankfurt com dez golos na UEFA Europa League e também já deu cartas na selecção principal da Sérvia. Comparado ao mítico avançado alemão Gerd Müller em função da sua capacidade física, tem como ídolo Radamel Falcao.

Espanha: Dani Ceballos (Real Madrid)

Eleito Melhor Jogador do Torneio em 2017, Ceballos mudou-se na altura para o Real Madrid. Ainda não se afirmou no Santiago Bernabéu, mas tem sido utilizado a espaços, tendo sido titular em 13 partidas esta época. Procurará usar este torneio como plataforma para ganhar ainda mais espaço na turma madrilena.

Topo