O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lopetegui apela à união, Mangia sacode a pressão

Julen Lopetegui quer que a campeã Espanha seja "uma equipa unida" na final ante a cinco vezes vencedora da prova, enquanto Devis Mangia está satisfeito por Itália não ser favorita.

Lopetegui apela à união, Mangia sacode a pressão
Lopetegui apela à união, Mangia sacode a pressão ©Sportsfile

Julen Lopetegui pediu à sua talentosa selecção espanhola para ser "uma equipa", quando tentar ganhar o Campeonato da Europa Sub-21 pela segunda vez consecutiva. Lopetegui pretende que a "rojita" aproveite esta oportunidade, acrescentando: "A vitória está nas nossas mãos." Quanto ao seu homólogo, Devis Mangia, está satisfeito por a Espanha ser considerada favorita, naquele que descreve como "o jogo mais importante" das suas vidas.

Devis Mangia, treinador da Itália
A Espanha tem uma excelente equipa e não me incomoda que seja considerada favorita. No entanto, o jogo de amanhã começa 0-0 e com 11 jogadores de cada lado. Vamos jogar em conjunto, tal como fazemos habitualmente.

Ontem observei os meus jogadores e vi que ninguém está satisfeito por apenas ter chegado à final. Todos eles vão contribuir e dar o seu melhor. Não tenho dúvidas disso, basta olharem para nós para verem que esse desejo é evidente. A Itália tem hipóteses de ganhar, pois no passado a equipa menos favorita já surpreendeu e ganhou. Não existe perfeição no futebol. Possuímos recursos tácticos e técnicos para vencer.

Após o apuramento para a fase final disse que podíamos sonhar com a conquista do troféu. Agora, estamos perante o jogo mais importante das nossas vidas.

Resultados na fase de grupos  
Inglaterra 0-1 Itália (Insigne 79)
Itália 4-0 Israel (Saponara 18, Gabbiadini 42 53, Florenzi 71)
Noruega 1-1 Itália (Strandberg 90pen; Bertolacci 90+4)

Resultado da meia-final
Itália 1-0 Holanda (Borini 79)  
Bardi; Donati, Bianchetti, Caldirola, Regini; Florenzi, Rossi (Crimi 90+2), Verratti, Insigne (Sansone 85); Borini, Immobile (Gabbiadini 63).

Notícias da equipa
Luca Marrone é baixa confirmada, devido a uma lesão numa coxa, mas existem boas notícias em relação à condição física de Lorenzo Insigne. "O meu tornozelo está a melhorar", disse o médio-ofensivo.

Registo na final
A Itália conquistou o título em cinco ocasiões e perdeu apenas uma final, frente à Espanha, em 1986, no desempate por penalties. O primeiro triunfo dos "azzurrini" aconteceu em 1992, ao cabo de duas mãos, e foi o primeiro de três consecutivos, que culminou com a desforra sobre a Espanha, também nos penalties, em 1996. Seguiram-se vitórias em 2000 e 2004.

Julen Lopetegui, treinador da Espanha
A Itália é um adversário muito complicado, com boas qualidades defensivas. Também é forte fisicamente e com excelente capacidade táctica. Continuamos a trabalhar como equipa, mas cada jogador, por si só, também é muito importante.

Na final vamos actuar enquanto equipa. A Itália não sabe apenas defender, mas também atacar. Possui qualidades ofensivas e cria oportunidades. Os jogadores à sua disposição permitem-lhe ser equilibrada nas duas vertentes.

A Itália é uma boa equipa, mas ainda assim a Espanha tem qualidade e está a jogar bem. A vitória na final está nas nossas mãos. Precisamos de trabalhar para o conseguir e jogar da forma que sabemos. Só pensamos em nós e não na Itália, pela qual temos muito respeito. Também tem um excelente treinador, por isso vai ser uma partida difícil e renhida.

Resultados na fase de grupos  
Espanha 1-0 Rússia (Morata 82)
Alemanha 0-1 Espanha (Morata 86)
Espanha 3-0 Holanda (Morata 26, Isco 32, Álvaro Vázquez 90+1)

Resultado da meia-final  
Espanha 3-0 Noruega (Rodrigo 45+1, Isco 87, Morata 90+3)  
De Gea; Montoya, Bartra, Iñigo Martínez, Moreno; Thiago, Illarramendi, Koke; Tello (Muniain 74), Rodrigo (Morata 59), Isco (Sarabia 89).

Registo na final
Após ganhar o primeiro troféu graças a um triunfo sobre a Itália, em 1986, a Espanha perdeu frente ao mesmo adversário dez anos depois. Voltou a sagrar-se campeã em 1998, ao bater a Grécia, mas só em 2011 somou o terceiro título do seu palmarés.

Notícias da equipa
Já sem Sergio Canales, Julen Lopetegui tem dúvidas quanto à utilização de Ignacio Camacho, devido a um problema no tornozelo esquerdo. "Veremos como responde ao tratamento, mas estamos optimistas", disse o técnico.

Estatística
A Espanha pode tornar-se na primeira equipa a ganhar dois títulos consecutivos após a Holanda, campeã em 2006 e 2007.

Sabia que?  
Filho do versátil antigo médio do US Lecce e ACF Fiorentina, Mazinho – a vencedor do Campeonato do Mundo de 1994 pelo Brasil – O capitão de Espanha, Thiago Alcántara, nasceu no sul de Itália.