Mehmedi reforça ambição suíça

A primeira presença da Suíça numa final do Europeu de Sub-21 não é surpresa para Admir Mehmedi, que partilha com Mario Gavranović a ideia de que a Espanha não mete medo à equipa de Pierluigi Tami.

Admir Mehmedi num treino antes do jogo de sábado
©Action Images

A equipa de Pierluigi Tami pode ser a primeira selecção suíça a chegar a uma final do Campeonato da Europa de Sub-21, mas a sua presença no jogo decisivo de sábado, em Aarhus, não surpreende o seu melhor marcador na competição, Admir Mehmedi.

Foi Mehmedi, graças a um espectacular golo marcado aos 114 minutos da meia-final com a República Checa, que colocou os suíços na final. Depois de quatro vitórias consecutivas na Dinamarca, o avançado do FC Zürich não vê nada que impeça a conquista de mais uma.

Mehmedi afirmou: "Não somos uma surpresa. No início do torneio dissemos que vínhamos para ganhar o título e que não estávamos satisfeitos apenas por termos chegado aqui. Temos ambições. Pensamos jogo a jogo e nunca em perder. Agora, queremos vencer também no sábado."

O avançado, de 20 anos, descreveu o golo aos checos como "um dos mais importantes" da carreira. Foi o terceiro que marcou nesta fase final, depois de ter bisado diante da Bielorrússia, o que o deixou apenas atrás do espanhol Adrián López, que tem cinco, na lista de marcadores da competição.

Mehmedi diz que está mais interessado em impedir Adrián de se sagrar campeão do que em tirar-lhe a Bota de Ouro. "No final do torneio não importa se sou eu ou Adrián, um excelente avançado, o melhor marcador. O que me interessa é sermos campeões europeus. Até agora ganhámos todos os jogos, sem sofrer um golo, e estou convencido de que iremos ganhar no sábado."

Ter de dar o passo decisivo ante a Espanha não preocupa o avançado  Gavranović, autor de um golo pelo FC Schalke 04 na eliminatória da UEFA Champions League em que a equipa alemã afastou o Valencia FC, de Juan Mata. "Respeitamos a Espanha, tal como eles nos respeitam, pelo que não tememos nada," referiu.

Topo