Reviravolta na segunda parte

Montenegro 1-2 Portugal
Pelé e Tiago Targino marcaram os golos do difícil triunfo em Podgorica.

A selecção Sub-21 de Portugal derrotou a congénere do Montenegro, por 2-1, em partida do Grupo 3 de qualificação para o Europeu de 2009, realizada esta terça-feira, em Podgorica.

Celestino em estreia
Depois da derrota de sexta-feira em Sófia, por 1-0 diante da Bulgária, o seleccionador do conjunto luso, Rui Caçador, efectuou duas alterações na equipa. Assim, promoveu a estreia absoluta do médio Pedro Celestino nos Sub-21, no lugar de João Coimbra, enquanto o defesa-central Gonçalo Brandão surgiu a ocupar a vaga de João Pedro.

Moreira ao poste
Depois de ter sentido algumas dificuldades nos instantes iniciais, a selecção portuguesa esteve perto de marcar à passagem do quarto de hora, quando Vieirinha centrou largo da esquerda e João Moreira, dentro da área, rematou cruzado. No entanto, depois de embater no poste direito de Bojan Radanovic, a bola passou em frente à baliza mas não entrou.

Montenegro adianta-se
Bastante aguerridos, os montenegrinos aproveitavam qualquer distracção do adversário perto da grande área para tentarem a sorte de longe, embora sem consequência. Mas aos 34 minutos, após mais um período de insistência dos jogadores da casa, o guarda-redes Ricardo Batista falhou a intercepção de um canto. O esférico bateu nas pernas de Milko Novakovic e entrou na baliza, antes de sofrer um ligeiro desvio em Moreira.

Portugal muda
Antes do intervalo, Moreira ganhou um ressalto na área e desviou a bola do guardião contrário, mas esta saiu ligeiramente ao lado do poste. O reatamento não trouxe nada de novo - Montenegro perigoso e Portugal sem criar perigo. Caçador trocou então Yannick Djaló por Tiago Targino e Paulo Machado por Hélder Barbosa, na tentativa de alterar o rumo dos acontecimentos.

Livre de Antunes
Aos 72 minutos, Antunes marcou um livre directo à entrada da área mas o remate do capitão da selecção lusitana bateu caprichosamente na barra e não entrou na baliza. Mas logo a seguir, quando Caçador arriscou tudo ao meter mais um avançado, Cícero, no lugar do defesa Brandão, Pelé fez o empate. Quando toda a gente esperava que Antunes marcasse o livre para a área, o jogador da AS Roma entregou para a entrada da grande área, onde apareceu o médio do FC Internazionale Milano a rematar rasteiro.

Reviravolta de Targino
Radanovic podia ter feito melhor no lance do primeiro golo e não esteve isento de culpas no segundo, aos 82 minutos. Targino rematou forte de fora da área, a bola bateu à frente do guarda-redes e passou por cima do corpo deste. Portugal soma nove pontos em quatro jogos e volta a jogar a 20 de Novembro, altura em que recebe a Inglaterra, enquanto a selecção de Dušan Vlaisavljevic joga quatro dias antes com a República da Irlanda.