Factos e estatísticas: Alemanha - Espanha

A Espanha juntar-se-á à Itália no topo das selecções com mais vitórias caso vença sexta-feira em Cracóvia a final do EURO Sub-21 - mas a Alemanha de Stefan Kuntz terá certamente outras ideias.

Espanha ganhou à Alemanha por 1-0 na fase de grupos de 2013
©Getty Images

A Espanha defronta a Alemanha na final do EURO Sub-21 à procura de juntar-se à Itália no topo das selecções com mais triunfos na prova.

• Com quatro troféus conquistados, a Espanha igualará a Itália com cinco vitórias caso vença a final em Cracóvia, mas a Alemanha tem outras ideias, procurando o segundo título de Sub-21 depois do averbado em 2009.

Encontros anteriores

As equipas já se defrontaram por seis vezes em jogos oficiais na categoria de Sub-21, com a Espanha a registar quatro triunfos contra um da Alemanha.

• Nas duas vezes anteriores em que se defrontaram em fases finais, ambas na fase de grupos, uma delas acabou a erguer o troféu.

• O primeiro encontro ocorreu na jornada inaugural da fase final em 2009, um empate sem golos em Halmstad, na Suécia. A Espanha foi eliminada na fase de grupos; a Alemanha derrotou a Inglaterra na final.

• As selecções voltaram a defrontar-se na fase de grupos, há quatro anos, com a Espanha de Julen Lopetegui a bateu a Alemanha de Rainer Adrion com um golo a quatro minutos do fim de Álvaro Morata. Desta vez foi a Alemanha a seguir para casa após a fase de grupos enquanto a Espanha atingiu a final em que derrotou a Itália.

• As equipas que alinharam na partida em Netanya, Israel, a 9 de Junho de 2013 foram:
Alemanha: Leno, Jantschke, Thesker, Ginter, Sorg, Rudy (Rüdiger 82), Rode (Can 70), Holtby, Herrmann (Lasogga 64), Clemens, Volland.
Espanha: De Gea, Bartra, Montoya, Iñigo Martínez, Moreno, Illarramendi, Koke, Isco (Camacho 89), Thiago Alcántara, Rodrigo (Morata 73), Tello (Muniain 85).

• A República Federal da Alemanha (RFA) derrotou a Espanha por 2-1 no somatório dos dois jogos dos quartos-de-final em 1982. A Espanha ganhou a primeira mão, em casa, disputada em Tenerife, por 1-0, e aguentou a vantagem até dez minutos do fim em Augsburgo antes de Rudi Völler (80) e Pierre Littbarski (89) darem a volta para os alemães. A selecção germânica chegou à final, acabando derrotada pela Inglaterra por 5-3 no total dos dois jogos.

• O mais recente jogo entre as duas selecções foi num amigável a 4 de Março de 2014, em Palência, no norte de Espanha. Golos de Morata (52) e de Isco (54) valeram aos locais um triunfo por 2-0. Saúl Ñíguez, Gerard Deulofeu e Kepa Arrizabalaga entraram ao intervalo.

Retrospectiva

Alemanha
• A Alemanha ganhou apenas uma vez o troféu europeu de Sub-21, quando goleou a Inglaterra por 4-0 na final de 2009, em Malmo.

• Essa foi a única presença da Alemanha em finais após a reunificação; enquanto RFA perdeu com a Inglaterra na final a duas mãos de 1982. Entretanto, a RFA foi derrotada por 5-4 pela Jugoslávia na final de 1978 e 1-0 pela União Soviética em 1980, ambas em eliminatórias a duas mãos.

• A Alemanha marcou presença em cinco das últimas sete fases finais, ainda que só em 2009 e em 2015, antes da presente edição, tenha ido além da fase de grupos.

• Atingiu as meias-finais como o melhor segundo classificado dos três grupos, ficando atrás da Itália no Grupo C após derrotar a República Checa (2-0) e a Dinamarca (3-0) antes de perder com os italianos (0-1).

• A equipa de Kuntz eliminou a Inglaterra por 4-3, nos penalties, na meia-final, com Davie Selke e o suplente Felix Platte a marcar no empate 2-2. Na decisão por grandes penalidades Julian Pollersbeck defendeu dois pontapés dos ingleses e Yannick Gerhardt falhou pelos alemães; Maximilian Arnold, Maximilian Philipp, Max Meyer e Nadiem Amiri converteram os respectivos penalties.

• O capitão Niklas Stark, Marc-Oliver Kempf, Levin Öztunali e Selke integraram a selecção alemã que ganhou o Campeonato da Europa da UEFA de Sub-19, todos eles alinharam os 90 minutos na final ganha por 1-0 a Portugal.

• O suplente Kempf marcou um penalty na decisão da marca de grande penalidade da final do EURO 2012 de Sub-17 mas a Alemanha acabou derrotada por 5-3 pela Holanda, em Ljubljana, na Eslovénia. Meyer jogou os 80 minutos enquanto Marvin Schwäbe e Stark foram suplentes não utilizados.

Odisseas Vlachodimos foi o guarda-redes alemão na final do Campeonato da Europa da UEFA de Sub-17 em 2011; perderam por 5-2 com a Holanda, em Novi Sad, na Sérvia.

Espanha
• Os anteriores triunfos da Espanha ocorreram em 1986, 1998, 2011 e 2013.

• O seu registo em finais é de V4 D2:
1984: Espanha 0-1 Inglaterra (Sevilha, Espanha); Inglaterra 2-0 Espanha (Sheffield, Inglaterra) – Inglaterra ganhou 3-0 no total dos dois jogos
1986:
Itália 2-1 Espanha (Roma, Itália); Espanha 2-1 Itália (Valladolid, Espanha)– Espanha vence 3-0 nos penalties
1996:
Itália 1-1 Espanha, 4-2 gp (Barcelona, Espanha)
1998:
Grécia 0-1 Espanha (Bucareste, Roménia)
2011:
Suíça 0-2 Espanha (Aarhus, Dinamarca)
2013:
 Itália 2-4 Espanha (Jerusalém, Israel)

• A Espanha atingiu as meias-finais como vencedora do Grupo B tendo conseguido triunfos consecutivos contra a ARJ Macedónia (5-0), Portugal (3-1) e Sérvia (1-0). Depois disso afastou a Itália por 3-1 apurando-se para a terceira final em quatro edições da prova.

• Borja Mayoral fez o golo inaugural de Espanha na vitória por 2-0 frente à Rússia na final de 2015 do Campeonato da Europa da UEFA de Sub-19. Marco Asensio, Dani Ceballos, Rodri Hernández, Mikel Merino, Jorge Meré e o capitão Jesús Vallejo também alinharam.

• Deulofeu, Kepa Arrizabalaga, Jonny e o suplente Denis Suárez alinharam pela selecção de Espanha que derrotou a Grécia por 1-0 na final de 2012 do EURO Sub-19 em Tallinn, na Estónia.

• Deulofeu fez também parte do “onze” que bateu a República Checa por 3-2, após prolongamento, em 2011 na final de Sub-19, em Bucareste, na Roménia.

• Deulofeu fez o golo espanhol na vitória na reviravolta por 2-1 ante a Inglaterra na final do Campeonato da Europa da UEFA de Sub-17, em 2010. Saúl também alinhou nesse jogo em Vaduz, no Liechtenstein.

Ligações entre treinadores e jogadores
• Albert Celades fez parte da selecção espanhola derrotada por 3-1 pela Alemanha no último jogo da fase de grupos do Campeonato da Europa da UEFA de Sub-18 em 1994 – um desaire que lhes custou a presença na final. Mais recentemente, em Fevereiro de 2015, enquanto seleccionador Sub-16, a sua equipa empatou 2-2 com a Alemanha num amigável.

• Na qualidade de jogador do Real Madrid, Celades ganhou por 2-0 no Wisla Kraków’s Miejski Stadium – a 1,4 quilómetros de distância do Estádio de Cracóvia – num jogo de qualificação da UEFA Champions League, em Agosto de 2004. 

• Como jogador do Barcelona, Celades ganhou a SuperTaça Europeia da UEFA de 1998 contra o Borussia Dortmund.

• Merino e Mayoral marcaram na vitória por 3-0 da Espanha na fase de grupos sobre a Alemanha no Campeonato da Europa da UEFA de Sub-19. Asensio, Ceballos e Hernández também alinharam por Espanha; Lukas Klünter e Nadiem Amiri jogaram pelos alemães.

• A Alemanha apurou-se para a fase final de Sub-19 em 2014 – um torneio que acabou por vencer – após derrotar a Espanha por 3-1 na última partida da Ronda de Elite, Selke apontou o primeiro golo. Stark, Kempf, Öztunali e Meyer também jogaram; Héctor Bellerín, José Gayà e Sandro Ramírez figuraram entre os espanhóis.

• Mahmoud Dahoud e Suárez enfrentaram-se quando em Dezembro o Barcelona derrotou o Borussia Mönchengladbach por 4-0 na fase de grupos da UEFA Champions League. 

• Dahoud e Maximilian Philipp vão ser colegas de equipa de Merino, na próxima época, no Borussia Dortmund.

• Serge Gnabry e Bellerín foram companheiros de equipa no Arsenal entre 2012 e 2016.

• Saúl marcou para dar ao Atlético Madrid a vitória por 1-0 sobre o Bayern München no jogo em casa das meias-finais da UEFA Champions League 2015/16.

Topo