Alemães nas meias-finais à custa dos anfitriões checos

República Checa 1-1 Alemanha
Os alemães rumaram às meias-finais no segundo lugar do Grupo A após o empate que afastou os anfitriões.

Highlights: Czech Republic v Germany
Highlights: Czech Republic v Germany

• Alemanha segura empate 1-1 e segue para as meias-finais no segundo lugar do Grupo A
• Nico Schulz coloca Alemanha a vencer aos 55 minutos
• Suplente checo Ladislav Krejčí empata 11 minutos depois
• Dinamarca vence por 2-0 a Sérvia e joga meia-final em Praga no sábado
• Alemanha defronta o vencedor do Grupo B em Olomouc, checos podem ter “play-off” olímpico no domingo

A Alemanha qualificou-se para as meias-finais à custa da República Checa ao empatar 1-1 diante da selecção anfitriã na terceira e última jornada do Grupo A.

Os germânicos começaram o jogo a enfrentar a tentativa de efeito-surpresa dos checos, após o que passaram a controlar e, através do envolvimento de muita gente nas acções ofensivas, poderiam ter chegado ao intervalo a vencer.

O guarda-redes Tomáš Koubek acabou por ser a figura principal ao negar, graças ao bom posicionamento entre os postes, três golos aos alemães: no primeiro deles (10) respondeu à ameaça nascida do pontapé de Amin Younes, repetiu o gesto na cabeçada de Matthias Ginter (30) antes de fechar a primeira parte a deter um remate de Nico Schulz (40).

Pelo meio, o segundo melhor marcador da prova, Kevin Volland (36) atirou cruzado ao lado, já depois de  Martin Frýdek (27) quase ter aproveitado um alívio deficiente de Marc-Andre ter Stegen, para inaugurar o marcador para os locais, mas a bola saiu junto ao poste direito.   
                 
A vitória, ao intervalo, da Dinamarca sobre a Sérvia, deixava os checos fora das meias-finais e depressa os locais mostraram serviço, com Jakub Brabec a ver Julian Korb, em cima da linha de golo (47), a negar-lhe o golo inaugural.

Com o autor do “hat-trick” frente à Dinamarca, Jan Kliment, muito vigiado, foi Koubek (54) quem voltou a brilhar, numa antecipação a Max Meyer, mas nada pôde fazer quando Schulz (55) aproveita um mau alívio para abrir o marcador.

Logo depois, Emre Can (57) acertou no poste, respondendo os locais numa finalização do suplente Ladislav Krejčí (66), na sequência de cruzamento rasteiro da direita de Ondřej Petrák, que repôs a igualdade.     

O empate refrescou o ânimo aos locais e sobrepôs o cuidado na estratégia alemã, com os homens de Horst Hrubesch a procurar ter mais segurança nas trocas de bola e a tentar explorar o entusiasmo dos checos que, ao não fazerem o segundo golo, despediram-se da competição. No entanto, poderão ter mais um jogo: se a Inglaterra se qualificar para as meias-finais no Grupo B, então irão disputar o "play-off" para decidir o último lugar de acesso aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.