Vitória da Noruega elimina Inglaterra

Inglaterra 1-3 Noruega
Golos de Fredrik Semb Berge, Jo Inge Berget e Magnus Eikrem, garantiram à Noruega a primeira vitória no Grupo A e eliminaram a Inglaterra.

Festejos noruegueses após Fredrik Semb Berge marcar o golo inaugural a Inglaterra
©Getty Images

Uma exibição brilhante da Noruega valeu-lhe a primeira vitória no Grupo A do Campeonato da Europa de Sub-21 ao mesmo tempo que eliminou a Inglaterra.

Inspirada pelo empate conseguido nos derradeiros instantes diante de Israel, a Noruega colocou-se em vantagem aos 15 minutos graças a uma finalização de Fredrik Semb Berge, que se estreou a marcar pelos Sub-21. Jo Inge Berget e Magnus Eikrem dilataram a vantagem para os nórdicos antes e depois do intervalo com a Inglaterra a responder, pouco depois da hora de jogo, por Craig Dawson, na marcação de uma grande penalidade. Raramente incomodada depois disso, a equipa de Tor Ole Skullerud cimentou a possibilidade de seguir para a meia-final no mesmo dia em que mandou para casa a Inglaterra.

Com a Inglaterra a ter a bola mais tempo em sua posse, foi a Noruega a primeira a criar perigo, através de Omar Elabdellaoui, mas o aparato foi superior à pontaria e falhou o alvo. A equipa de Stuart Pearce respondeu numa cabeçada de Danny Rose, após livre de Jordan Henderson, que saiu à barra. Num jogo animado no aspecto ofensivo, um mau alívio inglês após o segundo pontapé de canto sucessivo norueguês fez abrir o marcador. Eikrem colocou a bola na área onde surgiu Semb Berge a rematar rasteiro para o canto direito.

A equipa de Skullerud surgia confiante quando em posse da bola e quase dobrou a vantagem através de Marcus Pedersen, mas o autor do tento do empate frente a Israel ficou sem ângulo de remate após combinar com Håvard Nielsen. Implacável, a Noruega chegou ao segundo golo quando faltavam onze minutos para o descanso. Nielsen, novamente em destaque, fez a bola passar sobre Steven Caulker e a chegar até Berget que encheu o pé para um remate em arco fazendo a bola entrar no ângulo superior direito.

A entrada em jogo de Connor Wickham, após o intervalo, fez crescer a Inglaterra com um remate de Thomas Ince a ser desviado para fora. Na sequência do pontapé de canto, Jordan Henderson rematou de pé esquerdo para defesa apertada de Orjan Nyland Haskjold. A Noruega mantinha-se ameaçadora e chegou ao terceiro tento aos 52 minutos quando Pedersen ultrapassou Craig Dawson e serviu Eikrem que disparou forte fazendo a bola entrar sob a barra.

Aparentemente derrotada e convencida, a Inglaterra mostrou estar ainda no jogo cinco minutos depois, quando Semb Berg derrubou Dawson na área, em lance para penalty que o defesa inglês converteu em golo. Henderson esteve também perto de marcar, num cabeceamento que saiu muito perto da baliza, na derradeira situação de perigo para os noruegueses que terminaram mais perto das meias-finais.

Topo