Konoplyanka garante Ucrânia motivada

Yevhen Konoplyanka acredita que a Ucrânia não terá motivos para temer a Inglaterra caso consiga impor o seu futebol ofensivo no jogo do Grupo B, marcado para quarta-feira, em Herning.

Yevhen Konoplyanka em acção frente à República Checa
Yevhen Konoplyanka em acção frente à República Checa ©Getty Images

Derrotada no domingo pela República Checa, a Ucrânia viu diminuídas as hipóteses no Grupo B. Os ucranianos terão de bater agora a Inglaterra, na quarta-feira, de modo a voltarem à discussão pela passagem à fase seguinte do Campeonato da Europa de Sub-21, tanto mais que na última jornada enfrentam novo teste difícil com Espanha.

Yevhen Konoplyanka incitou os colegas a não terem receio do embate com a equipa de Stuart Pearce em Herning, pois considera que os ingleses não são um adversário mais difícil do que os checos: "Antes do início do Europeu afirmei que a República Checa é uma das equipas mais fortes em prova. Não tenho mais receio da Espanha ou pela Inglaterra do que pelos checos", disse o jogador de 21 anos. Quando lhe pediram para apontar um ponto fraco da selecção inglesa, Konoplyanka colocou no mesmo patamar todas formações deste agrupamento que se prevê equilibrado. "As selecções deste grupo não têm pontos fracos. Estão excelentes equipas a disputar este Europeu."

O organizador de jogo do FC Dnipro Dnipropetrovsk considera que a forma como os ucranianos pressionarem os adversários vai ser decisiva. "Precisamos de bater a Inglaterra com o nosso futebol ofensivo", explicou Konoplyanka, que já tem uma internacionalização pela selecção principal e é considerado um dos jovens mais promissores da Ucrânia, acrescentando que a sua equipa tem de evitar as falhas de concentração que foram fatais no encontro com os checos. "Ficámos desiludidos, mas não vamos baixar os braços, o seleccionador [Pavlo Yakovenko] reuniu a equipa e pediu-nos para erguemos a cabeça, pois ainda temos dois jogos para mostrar o nosso valor."

Topo