República Checa entra a vencer com bis de Dočkal

A República Checa marcou posição no Europeu de Sub-21 ao bater a Ucrânia, com Bořek Dočkal a marcar dois golos na estreia no Grupo B.

República Checa entra a vencer com bis de Dočkal
República Checa entra a vencer com bis de Dočkal ©UEFA.com

A República Checa estreou-se no Grupo B com um triunfo por 2-1 sobre a Ucrânia, com Bořek Dočkal a marcar dois golos no jogo disputado em Viborg.

Dočkal mostrou ser uma ameaça permanente durante o primeiro tempo e esteve presente nas jogadas de maior perigo dos checos, mas só foi decisivo no segundo tempo, apontando dois belos golos aos 49 e 56 minutos. Maxym Biliy reduziu a desvantagem da Ucrânia nos minutos finais, mas a equipa treinada por Jakub Dovalil celebrou um início perfeito num grupo em que também estão a Espanha e a Inglaterra.

No início do encontro, a República Checa mostrou uma enorme confiança que resultou do facto de não ter sofrido qualquer derrota na qualificação. Tomáš Pekhart foi o melhor marcador no apuramento rumo à Dinamarca e esteve perto de apontar mais um golo nos primeiros minutos, mas direccionou mal o cabeceamento após um livre de Dočkal. Pouco depois, foi a vez de Dočkal realizar uma boa jogada e assistir Ondřej Čelůstka, que cruzou para área, onde surgiu Bohdan Butko a impedir que a bola chegasse a Pekhart.

A Ucrânia também mostrou ser uma equipa bem organizada e foi Butko que criou a primeira jogada de perigo da equipa treinada por Pavlo Yakovenko. O defesa subiu pela direita e fez um cruzamento que por pouco não chegou a Andriy Yarmolenko. O avançado do FC Dynamo Kyiv voltou a criar perigo aos 17 minutos, na sequência de um livre de Yevhen Konoplyanka, mas o remate saiu ao lado.

A dupla Dočkal-Pekhart revelava-se a forma mais segura da República Checa chegar ao golo, com Pekhart a não chegar de cabeça a um cruzamento perigoso do seu parceiro. Čelůstka também criou perigo de cabeça, mas os minutos finais da primeira parte foram dominados pela Ucrânia.

Primeiro foi Artem Putivtsev que cabeceou à figura de Tomáš Vaclík quando estava em boa posição para marcar e depois foi Roman Zozulya que roubou a bola a Marek Suchý, mas a bola embateu no defesa-central Ondřej Mazuch. A Ucrânia terminou melhor o primeiro tempo, mas os checos foram decisivos após o reinício, com o influente Čelůstka a fazer um passe para Dockal, que, brilhantemente, bateu Anton Kanibolotskiy pela primeira vez.

Sete minutos depois, Dočkal bisou para a República Checa. A jogada foi da autoria de Lukáš Vácha, que entrou na área e serviu o médio do FC Slovan Liberec, que marcou com um belo remate de pé esquerdo a 18 metros da baliza.

A Ucrânia subiu mais no terreno, mas foi a equipa de Dovalil que esteve perto de voltar a marcar, com Butko a desviar um cabeceamento de Čelůstka sobre a linha de golo. No entanto, quando parecia que a República Checa iria ter um final de jogo tranquilo, a Ucrânia criou alguma incerteza. Artem Kravets subiu no terreno e serviu Biliy, que também tinha começado o jogo no banco, com Vaclík a não conseguir defender o remate bem colocado. A Ucrânia voltou a acreditar e Biliy nunca deixou de tentar o empate, mas os três pontos foram para os checos.

Topo