Análise da equipa

Portugal

Portugal

(Portugal)
NrJogadorNascimentoPos.ESPNEDLTUSRBGMClube
1Bruno Varela04-11-1994Guarda-redes909090120 SL Benfica (POR)
2João Cancelo27-05-1994Defesa909078*120 SL Benfica (POR)
3Tobias Figueiredo02-02-1994Defesa9090901201 Sporting Clube de Portugal (POR)
4Rudinilson Silva20-08-1994Defesa90 SL Benfica (POR)
5Rafa Soares09-05-1995Defesa909068*120 FC Porto (POR)
6João Teixeira06-02-1994Médio11+1+ 14+ SL Benfica (POR)
7Carlos Mané11-03-1994Avançado44+32+9077*1 Sporting Clube de Portugal (POR)
8Leandro Silva04-05-1994Médio89*9032*1 FC Porto (POR)
9Ricardo Horta15-09-1994Avançado26+8+18+88+1 Vitória FC (POR)
10Bernardo Silva10-08-1994Médio909072*106*1 SL Benfica (POR)
11Hélder Costa12-01-1994Avançado46*58* 43+ SL Benfica (POR)
12Rui Silva07-02-1994Guarda-redes CD Nacional (POR)
13Edgar Ié01-05-1994Defesa909090120 FC Barcelona (ESP)
14Fábio Cardoso19-04-1994Defesa 12+ SL Benfica (POR)
15Rebocho23-01-1995Defesa 22+ SL Benfica (POR)
16Tomás Podstawski30-01-1995Médio79*9090120 FC Porto (POR)
17Rony Lopes28-12-1995Médio64*82*901201 Manchester City FC (ENG)
18Guedes11-02-1994Avançado9090901203 Sporting Clube de Portugal (POR)
Pos. = Posição; GM = Golos marcados; * = Titular; + = Suplente
©Sportsfile

Seleccionador
Emilio Peixe
16/01/1973
Jogámos com qualidade desde o primeiro desafio no Europeu e fomos evoluindo. Estamos orgulhosos do que fizemos e do que conseguimos neste torneio; estes jogadores têm um grande futuro, são grandes promessas. Tínhamos o sonho de chegar à final, viemos à Lituânia com esse objectivo, mas a qualidade dos jogadores não desapareceu só porque perdemos na meia-final. Os clubes têm de acreditar na sua qualidade. Estamos tristes porque perdemos, mas estamos satisfeitos com o que fizemos. Tínhamos quatro jogadores de Sub-18 no grupo; esta equipa tem um grande futuro.

Análise da selecção de Portugal

Análise da selecção de Portugal

• Formação básica em 4-3-3, com apenas um médio-defensivo – Tomás Podstawski (Nº16)

• Linha defensiva subida, com o guarda-redes a cobrir bem os espaços atrás dos defesas

• Bom trabalho colectivo e controlo da bola, passes curtos e médios, com os lançamentos na diagonal a serem usados para abrir as defesas

• Pressão alta e no meio-campo

• Boa técnica individual e capacidade de finta – Bernardo Silva (Nº10)

• Boa utilização de toda a largura do terreno, com os extremos a atacarem a baliza depois de flectirem para o interior, fortes nas jogadas de um contra um: Marcos Lopes (Nº17)

• Extremos a trocarem de flancos – Carlos Mané (Nº7) e Marcos Lopes

• Ataques utilizando a largura do campo, defesas-laterais rápidos, especialmente do lado direito – João Cancelo (Nº2)