Dor e orgulho para dupla de Portugal

André Moreira descreveu a Alemanha como "mais eficiente", enquanto o capitão de Portugal, Tomás Podstawski, disse que os novos campeões foram "a equipa mais forte que enfrentaram".

André Moreira após a derrota de Portugal
©Sportsfile

André Moreira e Tomás Podstawski reconheceram que a Alemanha foi uma justa vencedora do Campeonato da Europa de Sub-19, com Portugal a cair no último obstáculo em Budapeste.

Um único golo, apontado por Hany Mukhtar seis minutos antes do intervalo, provou ser suficiente para diferenciar as equipas no Szusza Ferenc Stadion, com Portugal a somar a segunda derrota em finais depois do desaire em 2003. “Nós jogámos bem, mas a Alemanha teve mais sorte e foi mais eficiente, pelo que mereceu vencer", disse ao UEFA.com o guarda-redes André Moreira. "Esperamos que na próxima vez sejamos nós a vencer".

Lesionado na meia-final contra a Sérvia, Moreira "estava à espera de jogar – não era um problema grave", mas mostrou alguns lamentos pelo jogo. "Jogámos bem e tivemos algumas boas oportunidades. Se tivéssemos tido mais um pouco de sorte na segunda parte, então o resultado poderia ter sido diferente."

Entretanto, o capitão Podstawski descreveu a Alemanha como "o adversário mais poderoso que enfrentaram". O médio defensivo acrescentou: "Fizemos tudo para vencer, mas, infelizmente, não foi o suficiente. Sabíamos que a Alemanha iria ter mais posse e que teríamos de defender num bloco compacto, mas não o fizemos assim tão bem na primeira parte. Estivemos melhor na segunda metade, mas foi insuficiente."

A meia-final de Portugal diante da Sérvia apenas foi decidida nas grandes penalidades, após o prolongamento, e Podstawski admitiu que essa exigência física extra causou impacto. "Não tivemos muito tempo para recuperar e talvez por isso não jogámos o nosso habitual. Jogámos mais à defesa do que é normal e não pressionámos tanto a bola."

Contudo, e apesar do óbvio desapontamento pela derrota, os jogadores encontraram aspectos positivos no tempo que passaram na Hungria. "Há dois anos nunca esperaria ter jogado esta final", disse Podstawski. Moreira acrescentou: "Foi excelente, não apenas para mim, mas para todos os jogadores. Todos os jogadores presentes na competição aumentaram as suas qualidades e isso, realmente, vai ajudá-los no futuro. A maior lição que levo daqui é como lidar com a pressão. Isso realmente vai ser-me útil no futuro."

Topo