O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Alemanha dominadora deixa Sorg contente

Marcos Sorg disse que "foi importante ter o controlo do jogo" após a goleada da Alemanha sobre a Áustria, enquanto Andreas Heraf reconheceu a superioridade adversária.

Alemanha dominadora deixa Sorg contente
Alemanha dominadora deixa Sorg contente ©UEFA.com

Marcus Sorg, seleccionador da Alemanha
Não acho que tenha sido a nossa melhor exibição, mas foi um desempenho muito bom num jogo em que sabíamos não podíamos cometer erros. Gostei da atitude que a equipa mostrou desde o início; queria marcar. Fiquei muito contente com a exibição da minha equipa – fez-me sentir orgulhoso.

Queríamos dominar o jogo. Foi muito importante chegar ao intervalo a vencer por 2-0; num jogo a eliminar tudo pode acontecer, pelo que foi importante termos controlado o jogo e ter aquela vantagem ao intervalo.

Num jogo a eliminar tudo pode acontecer. Se há um momento negativo é preciso corrigi-lo imediatamente – não se pode desperdiçar a oportunidade. Foi importante começar de maneira positiva e ter dominado toda a partida.

Andreas Heraf, seleccionador da Áustria
Nada correu mal; a Alemanha hoje foi demasiado forte para nós. Sabíamos que tem uma excelente equipa. No Campeonato do Mundo ganharam 4-0 a Portugal e 7-1 ao Brasil, pelo que são um grande país do futebol nos seniores e também nos escalões de formação.

Para nós, é um enorme sucesso ter atingido as meias-finais e o [Campeonato do Mundo de Sub-20]. Sabíamos que se tudo corresse bem [para nós] teríamos uma possibilidade de chegar à final, mas desde o primeiro minuto que mostrámos demasiado respeito. Não estivemos bem nos duelos; a sua força, poder e qualidade técnica significaram que foram demasiado fortes.

Tivemos uma boa oportunidade quando pressionámos o guarda-redes. Se a bola tem entrado, teríamos feito o 1-0 e talvez tivéssemos lutado pelo resultado mas, a perder por 2-0, quase desaparecemos do jogo e após o 3-0 ficou praticamente tudo decidido.

Disse aos jogadores para manterem as cabeças erguidas. Ganhámos muita coisa aqui na Hungria; vamos à Nova Zelândia, estivemos nas meias-finais e ninguém o teria imaginado. Sabemos que uma derrota como esta magoa mas eles devem estar orgulhosos do que conseguiram aqui na Hungria.