Guedes aponta às meias-finais

Após ter bisado para ajudar a alcançar uma vitória vital frente à Holanda, Alexandre Guedes quer que Portugal "continue no mesmo caminho" e consiga o apuramento para as meias-finais.

Alexandre Guedes (à direita) aplaude os adeptos portugueses
©Sportsfile

Após ter ajudado a alcançar uma vitória crucial sobre a Holanda, no Campeonato da Europa Sub-19, Alexandre Guedes espera mais do mesmo à medida que Portugal tenta apurar-se para as meias-finais pela primeira vez desde 2003.

As esperanças lusas estavam presas por um fio depois de a sua campanha no Grupo A ter começado com uma derrota pela margem mínima frente à Espanha, ainda assim a equipa de Emílio Peixe respondeu de forma positiva ao desafio no Estádio Alytus. O cabeceamento de Guedes aos 32 minutos coroou uma meia-hora inicial plena de intento ofensivo. Após Leandro Silva e Ricardo Horta dissiparem as dúvidas quanto ao vencedor, com golos na segunda parte, Guedes bisou na partida, fazendo o quarto tento de Portugal aos 89 minutos.

"Estou muito satisfeito por ter marcado dois golos", disse o avançado do Sporting Clube de Portugal após abrir a sua conta pessoal na fase final. O treinador Peixe também elogiou uma exibição colectiva mais eficaz, acrescentando: "Foi excelente para o Guedes bisar. No jogo anterior também tinha trabalhado muito, e teve algumas oportunidades, mas não foi eficaz."

Tanto treinador como avançado concordaram que pouco mudou em relação ao primeiro jogo. "Delineámos o mesmo objectivo", explicou Guedes, que não participou na fase de qualificação. "Jogámos como equipa e lutámos até ao fim pela vitória. Não esperávamos que fosse por uma diferença tão grande, mas o futebol é assim e desfechos destes podem acontecer."

O triunfo por 4-1 desta terça-feira deixa Portugal no segundo lugar, com três pontos, em igualdade com a Holanda à partida para a última jornada, onde defronta a anfitriã Lituânia, em Kaunas, na sexta-feira. "Temos mais um jogo para disputar, por isso vamos ver o que acontece", disse Guedes, cuja selecção não chega às meias-finais desde que foi batida pela Espanha na final da prova, há uma década. "A partida com a Lituânia não vai ser fácil. Precisamos de jogar exactamente da mesma forma que contra a Holanda – espero que continuemos no mesmo caminho."

Topo