Portugal tenta travar ambição espanhola

Portugal será o primeiro obstáculo da Espanha na sua tentativa de renovar o título europeu de Sub-19, num Grupo A em que a anfitriã Lituânia e a Holanda têm, também, expectativas elevadas.

Os técnicos das selecções que compõem o Grupo A fotografados junto ao troféu do Europeu de Sub-19
©Sportsfile

O estatuto de Espanha como força dominante em Campeonatos da Europa de Sub-19 coloca-a entre as favoritas para estar entre as semifinalistas desta que será a 12ª edição da prova. Embora tal não se adivinhe tarefa fácil, num Grupo A do qual fazem também parte Portugal, Lituânia e Holanda.

Campeã em título e seis vezes vencedora da prova, Espanha iniciará a sua defesa do troféu precisamente frente a Portugal, em Marijampole, este fim-de-semana, e o seu seleccionador, Luis de la Fuente, garante que os seus pupilos estão determinados em efectuar uma exibição ao seu melhor nível.

"Temos o maior dos respeito pelos nossos adversários, sobretudo por Portugal", salientou o técnico de 52 anos. "Sábado vamos ter um jogo muito complicado pela frente e teremos de nos apresentar 100 por cento concentrados. Vamos procurar dar boa conta de nós, mantendo-nos fiéis à nossa tradicional filosofia de jogo, comum a todos os escalões do futebol espanhol."

Portugal logrou um empate 3-3 frente à Espanha na fase de grupos da última edição da prova e o seleccionador português, Emílio Peixe, espera mais outro encontro emotivo: "São dois países com uma excelente relação entre si. Conhecemo-los bem e sabemos aquilo que são capazes de fazer."

Finalista vencido em 2003, Portugal qualificou-se para esta fase final graças a triunfos sobre Bulgária, República Checa e Dinamarca na Ronda de Elite. Porém, Bruma, principal goleador da selecção lusa durante o apuramento, com sete golos, estará ausente depois de ter recentemente brilhado no Campeonato do Mundo de Sub-20. Ainda assim, Peixe acredita que os restantes jogadores vão dar conta do recado. "Este grupo falhou a presença no Europeu de Sub-17, mas sei que tenho um conjunto de jogadores muito talentosos à minha disposição. Vamos ver até onde conseguimos ir."

Quanto à anfitriã Lituânia, outra das equipas do Grupo A, a sua experiência em competições deste nível resume-se a uma presença num Europeu de Sub-18, em 1998, mas o seu seleccionador, Antanas Vingilys, garante que a sua equipa vai dar o seu melhor. "O nosso objectivo passa por mostrar o nosso valor em todos os jogos e tentar chegar à fase seguinte."

Por fim, do lado da Holanda, primeira adversária dos lituanos no Grupo A, o seleccionador Wim van Zwam, que guiou a selecção "laranja" apenas à sua segunda presença em fases finais da prova graças a um triunfo ao cair do pano sobre a Alemanha na derradeira jornada da Ronda de Elite, prefere, para já, não fazer prognósticos: "É sempre complicado dizer quais as nossas expectativas à entrada para uma competição como esta. Vamos ter pela frente três jogos muito complicados e vamos, primeiro que tudo, procurar tirar proveito da experiência que esses jogos poderão conferir aos nossos jovens jogadores."

Topo