Vitória sobre a Rússia dá sétimo título à Espanha

Espanha 2-0 Rússia
Os espanhóis dominaram e asseguraram o sétimo título de Sub-19 com golos de Borja Mayoral e Matías Nahuel.

Highlights: See how Spain claimed U19 crown

• Espanha garante sétimo título europeu de Sub-19 ao bater a Rússia
Borja Mayoral materializa de cabeça o domínio espanhol no primeiro tempo (39)
O suplente Matías Nahuel confirma o triunfo com o segundo golo (78)
• O guarda-redes russo, Anton Mitryushkin, realiza uma defesa soberba, mas é o suficiente 
• A Rússia falha o objectivo de se tornar no primeiro país a vencer os Europeus de Sub-17 e de Sub-19.

A Espanha dominou totalmente a final do Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA e garantiu o sétimo título na prova com golos de Borja Mayoral e Matías Nahuel. 

Ambos os treinadores apresentaram em Katerini as mesmas equipas que tinham ultrapassado com sucesso as meias-finais. Os espanhóis dominaram a primeira parte e, aos dez minutos, Alfonso Pedraza rematou forte a 20 metros da baliza e obrigou Anton Mitryushkin a uma boa defesa. O guarda-redes voltou a brilhar na sequência do pontapé de canto que se seguiu ao desviar sobre a linha de golo um remate de Jesús Vallejo.

Mitryushkin voltou a estar em destaque aos 15 minutos, quando defendeu dois remates à queima-roupa de Jorge Meré na mesma jogada. Os russos responderam dois minutos depois, com Ramil Sheydaev cabecear a bola muito colocada, mas Antonio Sivera também mostrou atenção. Os espanhóis voltaram a ficar muito perto do golo aos 22 minutos, quando Mayoral ganhou a bola na área e rematou com estrondo à trave da baliza russa.

O forte calor obrigou a uma pausa no jogo para hidratação e a animação só regressou aos 33 minutos, quando Marco Asensio rematou para mais uma excelente defesa de Mitryushkin. Aos 39 minutos, no 15º remate à baliza russa, Asensio rematou à trave e Mayoral marcou de cabeça na recarga. A equipa de Luis de la Fuente chegava ao intervalo com uma vantagem merecida.

A equipa de Dmitri Khomukha regressou com outra atitude após o descanso e Ayaz Guliev rematou de fora da área aos 53 minutos, levando a bola a passar a rasar o poste esquerdo da baliza de Sivera. O ritmo de jogo baixou e os espanhóis só responderam aos 62 minutos. Alfonso Pedraza rematou no coração da área e forçou Mitryushkin a mais uma sensacional defesa, Vallejo marcou na recarga, mas o árbitro Anthony Taylor anulou a jogada por fora de jogo.

Dani Ceballos disparou forte de meia distância aos 66 minutos, mas Mitryushkin estava inspirado. O russo só voltou a ser batido a 12 minutos do final, quando Ceballos desmarcou Nahuel com um sensacional passe em profundidade e o recém-entrado não perdoou. Dmitri Barinov ainda tentou reduzir para a Rússia, mas o remate de "trivela" passou um pouco ao lado do alvo. Os espanhóis podiam festejar.

Topo