Análise da equipa

Switzerland

Suíça

Switzerland
NrJogadorNascimentoPos.SWESVKAUTGMClube
1Fabian Fellmann23-07-1996Guarda-redes808080 FC Zürich (SUI)
2Nicolas Stettler28-04-1996Defesa808080 FC Zürich (SUI)
3Olivier Kleiner03-02-1996Defesa8080 FC Luzern (SUI)
4Marko Drakul06-08-1996Defesa808048* FC Basel 1893 (SUI)
5Nico Elvedi30-09-1996Defesa808080 FC Zürich (SUI)
6Deni Kadoic03-04-1996Médio8054*80 FC Basel 1893 (SUI)
7Jolan Forestal06-03-1996Avançado65* 32+ FC Sion (SUI)
8Eric Briner01-02-1996Médio808080 BSC Young Boys (SUI)
9Nicolas Hunziker23-02-1996Avançado8020+62* FC Basel 1893 (SUI)
10Anto Grgic28-11-1996Médio64* 18+ FC Zürich (SUI)
11Marco Trachsel02-08-1996Avançado80711 Grasshopper Club Zürich (SUI)
12Mateo Matic07-01-1996Guarda-redes Grasshopper Club Zürich (SUI)
13Phi Nguyen03-07-1996Médio 26+ FC Luzern (SUI)
14Robin Kamber15-02-1996Médio16+80802 FC Basel 1893 (SUI)
15Marsel Stevic22-02-1996Médio 3+ FC St. Gallen (SUI)
16Nils Von Niederhäusern10-01-1996Defesa77* 80 FC Zürich (SUI)
17Joao De Oliveira06-01-1996Avançado3+60*51* FC Basel 1893 (SUI)
18Kilian Pagliuca02-09-1996Avançado15+77*29+ Olympique Lyonnais (FRA)
Pos. = Posição; GM = Golos marcados; * = Titular; + = Suplente
©UEFA.com

Seleccionador
Heinz Moser
12/10/67
Foi uma boa experiência para todos os jogadores. Espero e acredito que eles vão tirar as suas próprias conclusões e usá-las no futuro. Não tínhamos planeado jogar desta forma. Não conseguimos fazer em campo nada daquilo que pretendíamos. Faltou-nos agressividade, não fechámos bem os espaços, e também não atacámos com a convicção suficiente. Aprendemos que, numa prova como esta, não basta jogar bem durante curtos períodos.

Análise da equipa da Suíça

Análise da equipa da Suíça

• 4-3-3 que se transformou num disciplinado 4-5-1 em acção defensiva

• Ênfase no futebol apoiado com linhas de passe para o jogador na posse da bola

• N��vel elevado de técnica individual; disponibilidade para atacar o adversário no um-contra-um

• Bom jogo pelos flancos com os laterais a subir muito no apoio

• Trocas de posição constantes e fluentes entre os três médios

• Saídas rápidas para o ataque depois da conquista da posse, fruto da pressão exercida no meio-campo sobre o jogador que tem a bola

• Uso frequente do guarda-redes para começar, de forma paciente, as acções atacantes através do passe curto