O "site" oficial do futebol europeu

Introdução

Introdução
Relatório técnico

Introdução

A fase final do Campeonato da Europa de Sub-17 de 2012 contou com apenas três dos oito países que tinham participado na edição do ano anterior. A fase final deste ano teve uma renovação ainda mais radical, já que nenhum dos finalistas do ano anterior conseguiu garantir a qualificação. Saltou à vista a ausência de antigos vencedores, como a Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e Espanha, assim como da Holanda, que tinha vencido dois título consecutivos.

Estas ausências foram ainda mais significativas já que a prova serviu para determinar os representantes da Europa no Campeonato do Mundo de Sub-17, que vai decorrer em Outubro e Novembro nos Emirados Árabes Unidos. Os três primeiros classificados de cada grupo garantiram o apuramento, com Áustria, Croácia, Itália, Rússia, Eslováquia e Suécia a assegurarem a qualificação.

A Eslováquia acolheu pela primeira vez o Campeonato da Europa de Sub-17, entre 5 de 17 de Maio. Os 12 jogos da fase de grupos foram disputados em quatro locais em duas zonas. Os encontros do Grupo A decorreram em Zilina e Dubnica nad Vahom, enquanto Nitra e Zlate Moravce foram palco dos desafios do Grupo B. Como os dois locais estão separados por 220 quilómetros, as equipas dos dois grupos tiveram pouco contacto entre si.

As capacidades dos recintos variaram entre os 3300 e os 10.831 lugares do Estádio MŠK Žilina, o palco da final e das duas meias-finais. Os jogos foram disputados entre as 13h30 e as 18h30 (de Portugal Continental) e as temperaturas não foram um factor condicionante. Estiveram 4312 pessoas a assistir à final entre a Itália e a Rússia, permitindo totalizar os 43.757 espectadores em todo o Europeu, enquanto o segundo jogo dos anfitriões frente à Suíça permitiu atingir a maior assistência, com um total de 8327 pessoas. Nove dos 15 jogos, incluindo as duas meias-finais e a final, foram transmitidos para toda a Europa pelo Eurosport.

Seis árbitros e oito árbitros assistentes seleccionados dos países não participantes tiveram a primeira experiência numa fase final da UEFA, juntamente com dois juízes eslovacos que desempenharam as funções de quartos árbitros. Como se tornou hábito nos últimos anos, na agenda estiveram sessões educacionais sobre controlos antidoping e os perigos de viciação de resultados direccionadas a jovens que, na sua grande maioria, estavam a participar pela primeira vez numa competição internacional.

https://pt.uefa.com/under17/season=2013/technical-report/index.html#introducao