O "site" oficial do futebol europeu

Portugal arranca segundo título nos penalties

Publicado: sábado, 21 de Maio de 2016, 19.58CET
Portugal 1-1 Espanha (Portugal vence 5-4 nos penalties)
Ao cabo de 656 minutos a formação lusa sofreu um golo, mas a perfeição nos penalties garantiu novo triunfo 13 anos depois.
Portugal arranca segundo título nos penalties
Diogo Dalot festeja o 1-0 para Portugal ©Sportsfile

Caminho até à final

O Campeonato da Europa de Sub-17 da UEFA compreende três fases distintas: a fase de qualificação, a ronda de elite e a fase final. O formato mudou para 2014/15 com o alargamento da fase final de oito para 16 equipas.

Fase de qualificação
A fase de qualificação, disputada no Outono, engloba 13 grupos de quatro equipas que jogam num mini-torneio no mesmo local. As duas primeiras selecções de cada grupo passam à fase seguinte, bem como as quatro equipas terceiras classificadas que tenham conseguido melhor registo frente às duas primeiras dos respectivos agrupamentos.

Ronda de elite
Na ronda de elite, disputada no início da Primavera, essas 30 selecções, mais as duas cabeças-de-série – isentas até então –, disputam oito mini-torneios de quatro equipas cada. Os vencedores de cada grupo e os sete melhores segundos classificados com melhor registo frente ao primeiro e terceiro do seu agrupamento apuram-se para a fase final e juntam-se ao anfitrião.

Fase final
Na fase final do torneio, os participantes são divididos em quatro grupos de quatro selecções cada. Apuram-se para a fase a eliminar as duas melhores classificadas de cada agrupamento.

Mais detalhes, incluindo o critério de separação de equipas que terminem empatadas em pontos num grupo, ou após 80 minutos num jogo, podem ser encontrados nos regulamentos oficiais da competição (em inglês).

Publicado: sábado, 21 de Maio de 2016, 19.58CET

Portugal arranca segundo título nos penalties

Portugal 1-1 Espanha (Portugal vence 5-4 nos penalties)
Ao cabo de 656 minutos a formação lusa sofreu um golo, mas a perfeição nos penalties garantiu novo triunfo 13 anos depois.

  • Portugal vence nos penalties a edição de 2016 do Campeonato da Europa da UEFA Sub-17
  • Capitão Manu Morlanes falha a grande penalidade decisiva
  • Lateral-direito Diogo Dalot coloca Portugal a ganhar com o seu segundo golo na fase final
  • Série de cinco jogos sem sofrer golos de Portugal acaba com o tento do empate de Brahim Díaz
  • Espanha sofre a quarta derrota em finais, depois das averbadas em 2003, 2004 e 2010

Portugal sagrou-se campeão europeu 13 anos após a primeira conquista, empatando 1-1 no tempo regulamentar para depois resolver nas grandes penalidades, onde prevaleceu por 5-4 - fechando com chave de ouro uma participação que só não foi perfeita por causa do golo do empate espanhol.

Sem golos sofridos à entrada para a final, a equipa de Hélio Sousa fez valer o prestígio acumulado na competição e depressa começou a incomodar a área espanhola, primeiro num remate de Rúben Vinagre (9') que Ignacio Peña segurou no solo.

Uma combinação entre José Gomes e Quina (23') na área deu ao segundo uma ocasião soberana, com o médio português a evitar um defesa espanhol antes de encher o pé e acertar na barra.

A equipa lusa dominava em ambas as áreas e, depois de Diogo Queirós (24') antecipar-se a um avançado espanhol e cortar na pequena área pela linha de fundo, um cruzamento de Vinagre (27') da esquerda atravessou a área contrária até aparecer Diogo Dalot, que abriu o activo, somando o seu segundo golo na prova.

Até então dominada sempre que passava do meio-campo, a Espanha cometeu a proeza de marcar o primeiro golo a Portugal, numa conclusão de Brahim Díaz (32') num lance em que a bola sobrevoou a área lusa. O jovem recebeu a bola de um desvio e finalizou através de um belo "chapéu" de cabeça ao guarda-redes português. Portugal esteve 656 minutos sem sofrer golos.

Díaz (52') e Jordi Mboula (53') causaram apuros na área de uma equipa portuguesa que estava por cima no jogo mas sem conseguir criar situações para voltar a desequilibrar o resultado, sendo preciso esperar 14  minutos para ver Quina, de longe, atirar à figura do guarda-redes.

Muito apagado no jogo, José Gomes (72') recebeu de Miguel Luís e rematou à meia-volta, ao lado, acabando a decisão da final por avançar para as grandes penalidades, onde o perfeição dos portugueses ditou que o falhanço do capitão Manu Morlanes no último pontapé surtisse na vitória para Portugal.

©Sportsfile

©Sportsfile

©Sportsfile

©Sportsfile

©Sportsfile

Última actualização: 30-11-16 14.58CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/under17/season=2016/matches/round=2000595/match=2019912/postmatch/report/index.html#portugal+arranca+segundo+titulo+penalties