O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Portugal ambicioso recebe Grupo 7

Na qualidade de anfitrião, Portugal é favorito à vitória no Grupo 7 da Ronda de Elite, mas Ucrânia, Islândia e Letónia vão fazer tudo para dificultar a vida aos pupilos de Emílio Peixe.

Emílio Peixe vai tentar levar os Sub-17 de Portugal à fase final do EURO da categoria
Emílio Peixe vai tentar levar os Sub-17 de Portugal à fase final do EURO da categoria ©Sportsfile

Portugal
Três vitórias em três jogos no Grupo 5, disputado na Bósnia e Herzegovina, provaram a classe de Portugal na fase de qualificação e, embora os pupilos de Emílio Peixe não tenham, depois, vencido nenhum jogo no Torneio Internacional do Algarve, podem ganhar alento no facto de terem conseguido somar empates frente a Alemanha (1-1), Inglaterra (2-2) e Holanda (2-2).

Peixe utilizou esse torneio para oferecer mais tempo de jogo a alguns jogadores menos utilizados e o seu objectivo a jogar em casa, no Grupo 7, é simples. "Queremos preparar a equipa de forma a obtermos o nosso principal objectivo, que passa pelo apuramento para a fase final do Campeonato da Europa", explica o antigo médio, 12 vezes internacional pela selecção principal de Portugal. "Se possível queremos vencer este nosso grupo da ronda de elite."

Fase de qualificação: Bósnia e Herzegovina 2-0, Montenegro 2-1, Croácia 1-0 (vencedor do Grupo 5)

Jogadores importantes: Renato Sanches (médio, SL Benfica), Rúben Neves (médio, FC Porto), Rúben Dias (defesa, SL Benfica)

Ucrânia
A selecção ucraniana atingiu a fase final em 2013, mas desta feita teve de suar muito para chegar à ronda de elite, apurada como a melhor entre os terceiros classificados dos grupos da fase de qualificação. A turma orientada por Oleh Kuznetsov disputou um torneio amigável em Minsk, em Janeiro, no qual bateu a Lituânia por 3-0 e 6-1, e o Irão e o Quirguistão por 5-0, perdendo contudo por 2-1 diante da Bielorrússia. Outra derrota, por 2-0, num encontro de preparação com a Grécia, em Fevereiro, constituiu novo contratempo para os ucranianos.

Porém, o seleccionador, antigo defesa da URSS e da Ucrânia, não se mostra preocupado. "Durante o Inverno realizámos seis bons jogos e, no geral, estou satisfeito com o que vi dos meus jogadores", frisou. "Estamos a preparar-nos para a ronda de elite e espero que lá cheguemos no máximo das nossas capacidades."

Fase de qualificação: Itália 1-2, Suécia 0-0, Lituânia 1-1 (terceira classificada do Grupo 2, melhor terceira classificada da fase de qualificação)

Jogadores importantes: Dmytro Fastov (guarda-redes, FC Dynamo Kyiv), Oleksandr Pikhalonok (médio, FC Shakhtar Donetsk), Rostyslav Taranukha (avançado, FC Dynamo Kyiv)

Islândia
O seleccionador Thorlákur Árnason reconheceu ter ficado surpreendido quando viu as suas "tropas" vencerem o Grupo 10 da Fase de qualificação, jogado em solo russo, depois de um empate 3-3 com o Azerbaijão e de vitórias sobre a Eslováquia e a anfitriã Rússia. "Não esperava que conseguíssemos vencer o nosso grupo, pois era bastante forte; contudo, jogámos bem, tudo correu da melhor forma e marcámos muitos golos", explicou.

A Islândia perdeu depois por 2-1 e 3-0 em casa diante da Noruega, em duas partidas amigáveis de preparação para a ronda de elite, e Árnson está ciente das dificuldades que o aguardam. "Disputámos menos amigáveis do que as outras selecções, mas não há nada que possamos fazer quanto a isso", afirmou. "Espera-nos um grupo muito complicado."

Fase de qualificação: Azerbaijão 3-3, Eslováquia 4-2, Rússia 2-1 (vencedora do Grupo 3)

Jogadores importantes: Albert Gudmunssson (avançado, sc Heerenveen), Viktor Karl Einarsson (médio, AZ Alkmaar),  Darri Sigthórsson (defesa, Valur Reykjavík)

Letónia
Nos sete encontros amigáveis que disputou desde o arranque de 2014, a Letónia somou apenas duas vitórias (por 4-0 sobre o Turquemenistão e por 1-0 sobre a Rússia), tendo sofrido, ao todo, 16 golos nesses jogos de preparação, nos quais se incluem derrotas diante da Bielorrússia (5-4), Irão (1-0) e Finlândia (2-0) em Minsk, para além de desaires frente à Lituânia (2-1) e à ARJ da Macedónia (4-1).

"Estamos com grandes problemas a nível do guarda-redes e da defesa", admitiu o seleccionador Igors Stepanovs, antigo defesa do Arsenal FC. "Assim, a melhor forma que temos de defender é atacando. Vamos apostar tudo no ataque. Portugal é o grande favorito do grupo, a Ucrânia também é forte e perigosa e o jogo com a Islândia vai ser bastante interessante, pois as selecções principais também vão medir forças na fase de qualificação para o UEFA EURO 2016."

Fase de qualificação: Irlanda do Norte 1-0, Turquia 0-1, Luxemburgo 2-0 (segunda classificada do Grupo 9)

Jogadores importantes: Devids Dobrecovs (médio, SK Liepājas Metalurgs), Ņikita Juhnevičs (médio, Šitika Futbola skola), Ričards Korzāns (avançado; FK Spartaks Jurmala)