O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

"Dia histórico" para o futebol inglês

O seleccionador John Peacock disse que conquistar o título de Sub-17 pela primeira vez "significa muito para o futebol inglês", enquanto Ginés Meléndez agradeceu à equipa sénior espanhola o apoio dado na final.

"Dia histórico" para o futebol inglês
"Dia histórico" para o futebol inglês ©UEFA.com

Depois de ter conduzido a Inglaterra à conquista do primeiro título de campeã europeia de Sub-17, graças a um triunfo emocionante sobre a Espanha por 2-1, em Vaduz, o seleccionador John Peacock elogiou os seus jogadores e o "nobre" adversário, tentando explicar o que a vitória significa para o seu país. O seu homólogo, Ginés Meléndez, apelidou a Inglaterra de "grande campeã" e agradeceu a Vicente del Bosque, treinador da selecção sénior espanhola que vai participar no Campeonato do Mundo, o apoio prestado durante e depois da final.

John Peacock, seleccionador de Inglaterra
Tivemos alguns confrontos muito bons nos últimos anos, e a Espanha é sempre muito nobre na derrota, apesar de não perder muitas vezes. Estou absolutamente encantado, é a primeira vez que ganhamos esta competição, e passaram 17 anos desde o último título europeu de selecções. É um grande dia para todos nós e estou muito feliz pelos 18 jogadores, porque trabalharam muito e o espírito demonstrado em campo foi digno de campeões. Foi um jogo fantástico, onde não faltou nada - bom desempenho defensivo, excelentes jogadas de ataque e bastante empenho de ambas as equipas.

Penso que começámos razoavelmente bem, durante os primeiros dez minutos, mas depois os dois extremos adversários, que conhecíamos bem, passaram a ser muito directos e objectivos na sua forma de jogar. Estivemos a perder, mas conseguimos recuperar. Fiquei impressionado com o nosso jogo ofensivo, pois fomos pacientes na altura de fazer circular a bola. Por vezes estivemos muito afastados dos médios contrários, o que nos obrigou a proteger bem os flancos. Com o resultado em 1-1 iria sempre ser uma partida renhida.

Este triunfo significa muito para o futebol inglês. Fomos criticados por não formar jogadores. Mas formámos muitos e bons nestes torneios, e estamos a fazer o mesmo em Inglaterra. O que estava a faltar era uma final, onde pudéssemos conquistar um troféu e inscrever o nosso nome na história. Só espero que não passem 17 anos até conquistarmos outro título.

Ginés Meléndez, treinador da Espanha
Felicito o meu amigo John Peacock. Penso que foi um grande jogo por parte das duas equipas. A Espanha foi infeliz, mas temos um grande campeão, por isso dou os meus parabéns à Inglaterra pelo primeiro título no escalão de Sub-17. Mantemos sempre o mesmo estilo, tal como a equipa sénior. Hoje também gostaria de agradecer a Vicente del Bosque e à selecção principal, que estava à espera dos nossos jogadores quando estes saíram do relvado. É um momento que nunca vou esquecer.

É preciso lembrar que a Inglaterra foi forte na defesa, e com isso foi capaz de suster o nosso poderio ofensivo. Hoje vi as duas melhores equipas que já tive a oportunidade de observar num Europeu nos últimos anos. A Inglaterra teve uma tarefa difícil.

Esta equipa trabalha junta desde os escalões de Sub-15 e Sub-16, quando era orientada pelo Aitor Karanka. E dou os parabéns ao Aitor pelo trabalho desenvolvido, porque temos muito bons jogadores e vamos ter também uma excelente equipa de Sub-19. O importante é estes jogadores participarem em competições importantes, contra adversários de alto gabarito, e frente à Inglaterra fizeram um grande jogo, contra uma grande equipa. São estes desafios que definem a qualidade física e mental dos jogadores, e penso que eles hoje demonstraram que estão à altura dos acontecimentos.