O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Mensagem antidoping no Europeu de Sub-17

As oito selecções finalistas do Campeonato da Europa de Sub-17 receberam formação antidoping, e este ano foram explicadas duas novas regras importantes e apresentado um DVD com instruções.

Caroline Thom, da unidade antidoping da UEFA, fala com a selecção espanhola em Leipzig
Caroline Thom, da unidade antidoping da UEFA, fala com a selecção espanhola em Leipzig ©Sportsfile

Como tem acontecido em todos os Campeonatos da Europa dos escalões jovens organizados desde 2005, os jogadores das oito selecções finalistas do Campeonato da Europa de Sub-17 receberam formação antidoping. Na acção deste ano foram explicadas duas novas regras importantes e apresentado um DVD com instruções, que foi realizado durante os testes no UEFA EURO 2008™.

Sensibilizar
Cada uma das oito selecções presentes na Alemanha recebeu palestras de uma hora de duração ministradas por Mogens Kreutzfeldt, do Comité de Medicina da UEFA e do Painel Antidoping, e por Caroline Thom, da Unidade Antidoping da UEFA. As sessões têm um papel fundamental na sensibilização dos participantes nas competições dos escalões jovens para os perigos que o doping constitui para a sua carreira e saúde.

Guia completo
Thom fez uma exposição detalhada sobre a matéria, começando com a definição de doping, a posição da UEFA e as responsabilidades dos jogadores neste assunto tão delicado. Os jovens futebolistas podem verificar a forma como têm aumentado aos testes, desde que foram iniciados pela UEFA há 30 anos, e ficam a saber em que altura lhes poderá ser solicitada uma amostra de urina.

Novas regras
As duas novas regras, que entram em vigor este ano, incluem um aumento da quantidade mínima de urina necessária para uma amostra ser considerada válida, que passa de 75 para 90ml, em conformidade com os regulamentos da AMA (Agência Mundial Antidopagem). Em segundo lugar, a urina tem de atingir uma "gravidade específica" adequada, o que significa que não pode estar demasiado diluída. Thom explica aos jogadores ao longo da sessão tudo o que precisam de saber, incluindo as suas obrigações.

Lista de produtos proibidos
De seguida, Kreutzfeldt tomou a palavra para explicar a lista de produtos proibidos, especificando exactamente quais as substâncias que implicam a suspensão dos jogadores. O médico alertou que o recurso a suplementos alimentares e a alguns medicamentos comuns podem levar a castigos. Kreutzfeldt sublinhou que os futebolistas profissionais nunca devem tomar qualquer medicamento ou substância disponível na farmácia, como qualquer outra pessoa, presumindo que por estar à venda não integra a lista de produtos proibidos. A mensagem principal é a seguinte: em caso de dúvida, os jogadores devem consultar os médicos do seu clube ou da federação.

Novo DVD
Finalmente, os jogadores foram alertados para os malefícios do doping. No encerramento da sessão, Thom apresentou um novo DVD que mostra o trabalho de combate ao doping da UEFA realizado no UEFA EURO 2008™, com destaque para os procedimentos no final dos jogos, recolha de sangue e urina, usando como exemplo o encontro da fase de grupos entre França e Roménia. Depois de todas as equipas terem assistido à palestra, Thom respondeu às perguntas dos participantes, enfatizando ainda mais a mensagem de que o doping pode ser desastroso para a carreira de um futebolista, mas também para a sua saúde.