O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Giuntini: Penalties recompensaram a França

Jean-Claude Giuntini afirmou que o triunfo da França sobre a Bélgica foi uma "compensação pela quantidade de ocasiões de golo criadas ao longo do jogo".

Alec Georgen, lateral-direito da França, tenta travar a progressão do belga Ismail Azzaoui
Alec Georgen, lateral-direito da França, tenta travar a progressão do belga Ismail Azzaoui ©Sportsfile

França pela quarta vez na final de um Europeu de Sub-17 depois de bater a Bélgica por 2-1 no desempate por penalties
Resultado no fim do prolongamento: 1-1; Odsonne Edouard assina o golo da França mas falha uma grande penalidade
Luca Zidane, guarda-redes da França, defende três penalties no desempate mas acerta na trave na conversão do seu
Jean-Claude Giuntini, seleccionador da França, afirma que os seus pupilos mereciam a vitória ao fim dos 80 minutos
Bob Browaeys, seleccionador da Bélgica, mostra-se orgulhoso pela campanha realizada pelos "diabos vermelhos" na Bulgária

Bob Browaeys, seleccionador da Bélgica
Os desempates por penalties são sempre uma lotaria, com 50 por cento de hipóteses para cada lado. Acima de tudo, estou orgulhoso da exibição dos meus jogadores, que estiveram muito bem. Este foi o seu 11º jogo da época nesta competição. Tenho de dar os parabéns à França, que tem uma equipa fantástica, como provou esta tarde. Teve as melhores ocasiões de golo, mas os meus jogadores fizeram tudo o que podiam e reagiram muito bem no segundo tempo.

A segunda parte foi excelente. Na primeira parte não estivemos mal até ao momento do golo da França, depois deixámo-nos abater um pouco tanto a nível físico como a nível mental. Somos um país pequeno. Há que respeitar a França, mas a verdade é que por cada jogador talentoso que nós temos, eles têm dez. Chegar até aqui, às meias-finais, foi um grande feito para a Bélgica. Os jogadores aprenderam muito com estes jogos. Agora temos de analisar o nosso desempenho, de forma a prepararmos o Campeonato do Mundo [de Sub-17].

Melhores momentos: Bélgica 1-1 França
Melhores momentos: Bélgica 1-1 França

Quando o nosso guarda-redes defendeu o penalty [ainda na primeira parte] senti que o rumo do jogo ia mudar a nosso favor. Fizemos o 1-1 e demos tudo para, pelo menos, manter o resultado assim. Os meus jogadores estão bastante desiludidos, estamos todos, pois estávamos à beira da final, mas temos de estar orgulhosos e satisfeitos pela campanha realizada. Vamos regressar à Bélgica com um sentimento positivo. É altura de reflectir e pensar o que é preciso para fazermos ainda melhor.

Jean-Claude Giuntini, seleccionador da França
Os meus jogadores estiveram bastante bem na segunda parte, depois de um primeiro período mais complicado. A Bélgica teve mais um dia de descanso em comparação connosco e isso foi duro para os meus jogadores. Mas a segunda parte foi, sem dúvida, melhor. Tenho de salientar que eles têm um guarda-redes de grande qualidade.

Os penalties são uma lotaria, qualquer um pode ganhar. A Bélgica tinha seguido em frente nos dessa forma na ronda anterior. Desta feita a sorte esteve do nosso lado mas, por vezes, no futebol é importante ter essa sorte. Foi uma espécie de compensação pela quantidade de ocasiões de golo que criámos durante o jogo. Devíamos ter vencido a partida no tempo regulamentar. Deixar a decisão para os penalties é cruel e psicologicamente muito complicado.