O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão: Quartos-de-final do EURO Sub-17

A Áustria vai defrontar uma selecção portuguesa "excelente a nível técnico", no primeiro jogo dos quartos-de-final no sábado, dia em que a Alemanha enfrenta uma Bélgica sólida na defesa.

Portugal e Bélgica tem estado muito fortes a nível defensivo nesta edição do torneio
Portugal e Bélgica tem estado muito fortes a nível defensivo nesta edição do torneio ©Sportsfile

Portugal - Áustria (12h00, de Portugal Continental, Dalga Arena)
• Com Portugal já apurado, o seleccionador Hélio Sousa aproveitou para gerir o plantel frente à Bélgica, na quarta-feira, fazendo seis alterações. Diogo Dalot, Gedson Fernandes, José Gomes (melhor marcador da equipa), Mesaque Dju, Diogo Leite e Florentino – titulares nas vitórias frente a Azerbaijão (5-0) e Escócia (2-0), no Grupo A – não participaram no empate a zero.

©Sportsfile

"Utilizámos alguns jogadores que não alinhavam a nível oficial há cerca de três semanas, que é muito tempo, mas foi importante envolvê-los e ter toda a gente pronta para o que falta da competição", disse Sousa ao UEFA.com. "O nosso jogo não foi tão fluido como antes, mas sabemos que isso pode acontecer".

• Andreas Heraf, seleccionador da Áustria, volta a contar com quatro jogadores, na tentativa de ultrapassar uma selecção portuguesa que ainda não sofreu golos em Baku. Tal como o seu adversário, a Áustria apurou-se a uma jornada do fim, após bater Bósnia e Herzegovina e Ucrânia por 2-0 no Grupo B. Para o último encontro, e com várias alterações, não esteve à altura da Alemanha.

Resumo: Alemanha 4-0 Áustria
Resumo: Alemanha 4-0 Áustria

"A goleada por 4-0 não foi inesperada pois tinha dois jogadores castigados [o lateral-esquerdo Alexander Burgstaller e o médio Jorg Wagnes] e dois lesionados, por isso tive que improvisar um pouco", disse Heraf. "Não foi uma boa experiência e não foi fácil para eles perderem com a Alemanha, mas agora segue-se um jogo completamente diferente. Quem conhece o futebol português reconhece que tem jogadores muitos bons tecnicamente, por isso não somos favoritos."

Alemanha - Bélgica (17h00, Dalga Arena)
• Meikel Schönweitz, timoneiro da Alemanha, não dá grande importância aos dois triunfos sobre a Bélgica, em amigáveis realizados em Outubro. "Nenhuma das equipas estava na máxima força", disse. "Nós queríamos observar alguns jogadores menos utilizados, tal como a Bélgica. Mas trata-se de uma boa equipa a nível defensivo e muito forte."

• Thierry Siquet, seleccionador da Bélgica, está moderadamente confiante em alcançar as meias-finais pelo segundo ano consecutivo. "Neste momento apenas pensamos em nós, e só nos iremos concentrar na Alemanha a partir de amanhã. É uma equipa forte, que defrontou uma Áustria já apurada. Estava 3-0 ao fim de 25 minutos, sendo que dois golos tinham sido remates desviados. Não aprendemos grande coisa com esse jogo."