O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Crónicas das meias-finais da UEFA Youth League: Benfica e Salzburgo marcam reencontro

O Benfica eliminou a Juventus após um jogo emocionante e alcançou a sua quarta final, onde vai reencontrar o Salzburgo após os austríacos golearem o Atlético.

André Gomes é rodeado pelos colegas nos festejos do apuramento do Benfica
André Gomes é rodeado pelos colegas nos festejos do apuramento do Benfica SPORTSFILE

O Benfica vai defrontar o Salzburgo na final da UEFA Youth League, na segunda-feira, após ambos terem ultrapassado os quartos-de-final no Colovray Stadium, em Nyon.

Foi preciso um desempate por penáltis para o Benfica eliminar a Juventus e alcançar a sua quarta final, um recorde partilhado. Mais tarde, o Salzburgo não teve dificuldades para vencer o Atlético por 5-0 para reeditar a final de 2017, na qual derrotou precisamente o Benfica.

Veja "streams" em directo e resumos em UEFA.tv


Juventus 2-2 Benfica (3-4 g.p)

Resumo: Juventus 2-2 Benfica (3-4 g.p)
Resumo: Juventus 2-2 Benfica (3-4 g.p)

André Gomes, guarda-redes suplente do Benfica, foi o herói improvável com duas defesas no desempate por penáltis, mantendo o registo perfeito do Benfica em meias-finais num jogo onde não faltou emoção. As "águias marcaram logo aos três minutos, por Martim Neto, e aumentaram para 2-0 aos 10 minutos, num remate fulminante de Luis Semedo, que passou a ser um dos melhores marcadores da equipa nesta edição.

A Juventus tranquilizou-se perto da meia-hora e Ange Chibozo acertou na barra. Momentos depois, momento de viragem no jogo, com a expulsão do guarda-redes Samuel Soares no Benfica, dando lugar a André Gomes. A Juventus assumiu o controlo da partida e empatou na segunda parte, com dois grandes golos de Chibozo e Riccardo Turicchia. O Benfica aguentou a pressão e levou a decisão para os penáltis.

Nuno Félix acertou no poste à terceira tentativa do Benfica, mas logo de seguida André Gomes deteve o remate de Nicolò Turco. No último remate do desempate, fez o mesmo ante Matías Soulé e apurou a formação lusa.

Estatística-chave: O Benfica igualou o recorde do Chelsea, com quatro presenças na final em oito edições, no entanto foi sempre derrotado, em 2014, 2017 e 2020.

Luis Castro, treinador do Benfica: "Tivemos algum sofrimento, mas houve muito mais qualidade e talento do que sofrimento. Demos uma lição de como se deve defender. Claro que jogar com 10 desgasta, mas estes jogadores são de fibra e vão estar prontos para a final".

Atlético 0-5 Salzburgo

Resumo: Atlético 0-5 Salzburgo
Resumo: Atlético 0-5 Salzburgo

O Salzburgo desde cedo assumiu o controlo dos acontecimentos e no espaço de 15 minutos marcou dois golos, por intermédio de Roko Simic. À beira do intervalo, o croata assistiu Dijon Kameri para um grande golo e o jogo ficou praticamente resolvido. Apesar de abrandar o ritmo na etapa complementar, o conjunto austríaco ainda apontou mais dois golos, da autoria de Tolgahan Sahin e Oumar Diakite.

Estatística-chave: Na campanha vitoriosa de 2016/17, o Salzburgo também afastou Paris Saint-Germain e Atlético antes de bater o Benfica na final.