Perfil do vencedor: Salzburgo

O Salzburgo venceu o Benfica e culminou uma campanha triunfante em que eliminou Manchester City, Paris, Atlético e, nas meias-finais, Barcelona.

O Salzburgo eliminou várias equipas de renome no caminho rumo ao título
©Sportsfile

Experiência
Na época passada, a sua primeira na UEFA Youth League após a introdução do caminho dos Campeões Nacionais, a equipa austríaca disputou o “play-off”, mas perdeu por 4-0 com a Roma. 

Caminhada até à vitória em 2016/17
Com oito triunfos em oito partidas, 29 golos marcados (recorde na competição) e apenas cinco sofridos, o Salzburgo foi a equipa que mais surpreendeu na UEFA Youth League desta época. Foi o único sobrevivente do Caminho dos Campeões e o seu eficaz jogo de pressão alta revelou-se inultrapassável para Manchester City – que derrotou no desempate por grandes penalidades – Paris, Atlético e Barcelona.

Resumo da meia-final: Barcelona 1-2 Salzburgo
Resumo da meia-final: Barcelona 1-2 Salzburgo

Treinador: Marco Rose
Antigo defesa, o alemão de 40 anos começou a carreira no VfB Leipzig e no Hannover, antes de passar oito anos no Mainz. Vai no quarto ano como treinador dos escalões de formação do Salzburgo.

Jogadores-chave
Mergim Berisha: O avançado Berisha fez sete golos nas suas duas primeiras partidas esta época na UEFA Youth League, diante de Vardar e Kairat Almaty, mas não voltou a marcar desde então. Todavia, as quatro assistências efectuadas provaram que o seu jogo é muito mais do que fazer golos.

Hannes Wolf fez três assistências em Nyon
Hannes Wolf fez três assistências em Nyon©Sportsfile

Hannes Wolf: Parte do tridente ofensivo com Berisha e Nicolas Meister na fase final em Nyon, Wolf assistiu para os dois golos na vitória por 2-1 sobre o Benfica, na final. Antes, nas meias-finais, tinha cancelado o tento de Jordi Mboula, no quinto jogo consecutivo da UEFA Youth League em que marcou, num total de sete remates certeiros, e assistiu Daka Patson para o consumar da reviravolta.

Luca Meisl: O defesa-central não falhou qualquer minuto da caminhada da formação austríaca até à final, e desempenhou um papel fulcral em limitar o Barcelona a apenas um golo na meia-final de sexta-feira.

Daka Patson: O sucesso em Nyon foi o culminar de algumas semanas alucinantes para o veloz avançado, que em Março tinha ajudado a Zâmbia a alcançar a glória na Taça das Nações Africanas de Sub-20. Patson apontou o golo da vitória frente ao Barcelona a 25 minutos do fim, na sua estreia na UEFA Youth League – celebrado de forma acrobática – e voltou a mostrar o seu valor três dias depois, ao fazer o empate diante do Benfica.

Xaver Schlager: Schlager, com cinco assistências, foi o líder conjunto desse "ranking" particular na edição 2016/17, apesar de ter falhado a fase final devido a lesão. O médio, presença regular na equipa principal do Salzburgo, já tinha marcado na sua estreia na UEFA Europa League, em Dezembro.

Topo