O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Árbitros valorizam-se na Youth League

As equipas de arbitragem presentes na fase final da UEFA Youth League estão a recolher, em Nyon, uma experiência determinante para o futuro das suas carreiras.

Árbitros valorizam-se na Youth League
Árbitros valorizam-se na Youth League ©Getty Images

Enquanto os jogadores presentes na fase final da UEFA Youth League, em Nyon, procuram mostrar que têm capacidade para, no futuro, evoluírem nos palcos mais importantes da Europa, as equipas de arbitragem também tencionam tirar o melhor proveito possível de uma valiosa experiência que poderá vir a ser muito importante para as suas futuras carreiras.

A primeira meia-final da prova, disputada na última sexta-feira e que opôs o Chelsea ao Anderlecht no Colovray Sports Centre, foi dirigida pelo quarto sueco formado por Andreas Ekberg (árbitro principal), Fredrik Nilsson, Stefan Hallberg (árbitros assistentes) e Bojan Pandžić (quarto árbitro). Já a segunda meia-final que colocu frente-a-frente Real Madrid e Paris Saint-Germain foi apitada por uma equipa italiana composta por Davide Massa (árbitro principal), Fabiano Preti e Alberto Tegoni (árbitros assistentes) e Marco Guida (quarto árbitro).

Quanto à tão aguardada final da competição, será uma equipa da Alemanha a dirigir o jogo de segunda-feira entre o Paris e Chelsea, que terá o seu início às 16h00 (de Portugal Continental). O árbitro principal Daniel Siebert vai ser auxiliado por  Rafael Foltyn e Jan Seidel, sendo que Christian Dingert desempenhará as funções de quarto árbitro.

Todas as equipas de arbitragem demonstraram anteriormente competência técnica para marcarem presença em Nyon, tendo já dirigido jogos de outras competições europeias bem como dos seus campeonatos nacionais. Antigos árbitros estão a observar e analisar a prestação das equipas de arbitragem nomeadas para a fase final, trocando depois impressões com os seus elementos sobre as actuações que tiveram após os jogos.

A maioria dos árbitros nomeados para a UEFA Youth League também ficaram a saber o que se espera deles ao mais alto nível através de cursos realizados no Centro de Excelência de Arbitragem da UEFA (CORE), que desempenha um papel crucial na preparação das funções os árbitros.

Durante a fase de aprendizagem, é também pedido aos árbitros que desempenhem o papel de formadores, nas quarto-linhas, junto dos promissores jogadores. Os atletas que participam nesta prova são jovens, pelo que os árbitros têm o dever de saber gerir as emoções deles e prepará-los para o futuro, ensinando-lhes os valores da UEFA como por exemplo o respeito pelo árbitro e pelo adversário.

No processo formativo são realizadas sessões de debate com os árbitros, durante as quais são identificados aspectos técnicos que podem vir a ser melhorados através de um diálogo transparente.

A UEFA Youth League apresenta-se assim como o último grande passo que as equipas de arbitragem terão de efectuar para que as suas carreiras venham a ter sucesso desportivo nas principais competições europeias.