O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Espírito crucial para o sucesso do Schalke

Perfil da equipa: O Schalke perdeu duas vezes com o Chelsea na fase de grupos, mas inverteu a situação nos quartos-de-final, tornando-se no único segundo classificado a alcançar as meias-finais.

O Schalke eliminou o Chelsea, que tinha ganho os sete jogos anteriores
O Schalke eliminou o Chelsea, que tinha ganho os sete jogos anteriores ©Getty Images

"Quando falam nas características alemãs de trabalho árduo, organização e uma pitada de magia, não estão enganados", disse o treinador do Chelsea FC, Dermot Drummy, após o FC Schalke 04 ter eliminado a sua equipa nos quartos-de-final da UEFA Youth League.

Drummy podia ter acrescentado outra qualidade a essa lista: a capacidade para aproveitar erros. O Schalke tinha sido derrotado duas vezes pelo conjunto londrino na fase de grupos, mas desforrou-se com uma notável vitória fora por 3-1, apurando-se para as meias-finais.

Fiel à reputação de uma academia que ajudou a desenvolver muitos jogadores de futuro para a equipa principal, o Schalke terá um número impressionante de executantes em exibição em Nyon, nomeadamente Leroy Sané, filho do antigo avançado de 1. FC Nürnberg e SC Freiburg, Souleyman Sané. O jogador de 18 anos esteve na origem do segundo golo do Schalke frente ao Chelsea, marcado por Maurice Multhaup, com uma arrancada fantástica, e é um dos vários jovens que têm dado nas vistas.

Na retaguarda, Sebastian Starke Hedlund defende com maturidade; os avanços de Adis Omerbašić pela direita, conferem objectivo e força; enquanto os golos de Florian Pick e Multhaup, autor do tento decisivo no triunfo por 2-1 sobre a Real Sociedad de Fútbol, nos oitavos-de-final, têm sido vitais.

"Conheço a capacidade da minha equipa, mas a disciplina táctica que exibimos ao longo dos 90 minutos surpreendeu-me bastante", afirmou o treinador Norbert Elgert, após o triunfo nos quartos-de-final. "Para uma equipa jovem realizámos uma exibição quase perfeita e mostrámos como evoluímos desde o primeiro jogo na competição."

Com uma menção à sua alcunha tradicional de "die Knappen" ("os Mineiros"), o Schalke reformulou a sua academia antes do início da época 2011/12, quando nasceu a "Knappenschmiede" – uma referência mineira sobre "fábrica de talentos". Está previsto que o número de talentos locais na primeira equipa aumente e a política do clube é não deixar que os seus jogadores de futuro esperem muito pela sua oportunidade.

Número: 16
Número de jogadores que começaram de início os oito jogos do Schalke no torneio, mostrando a confiança de Elgert num núcleo duro.

Treinador: Norbert Elgert
Data de nascimento: 13/01/1957
Antigo jogador do Schalke, Elgert regressou ao clube como treinador dos escalões jovens depois de encerrar a carreira, ajudando ao desenvolvimento de Christian Pander, Sebastian Boenisch e Mike Hanke, entre outros. Por duas vezes liderou a equipa à conquista do campeonato alemão jovem, em 2006 e 2012.

Foco na academia
O Schalke criou o hábito de promover jogadores dos escalões de formação, com Mesut Özil, Manuel Neuer, Benedikt Höwedes e Julian Draxler a chegarem à equipa principal. Max Meyer e Ralf Fährmann são as mais recentes histórias de sucesso criadas no clube.

Caminhada até Nyon
Fase de grupos: FC Steaua Bucureşti 3-0 (c), FC Basel 1893 5-0 (f), Chelsea FC 0-2 (c), Chelsea FC 1-0 (f), FC Steaua Bucureşti 1-1 (c), 5-1 FC Basel 1983 (f) – segundo classificado do Grupo E

Oitavos-de-final: Real Sociedad de Fútbol 2-1 (f)

Quartos-de-final: Chelsea FC 3-1 (f)

Melhor marcador: Florian Pick 5